TwitterFacebookGoogle+

Sobre o antisemitismo, por Joseph Stalin

Judeus na URSS

Em resposta a uma pergunta da Agência Judaica de Notícias nos EUA, Joseph Stalin deu a seguinte declaração em relação ao antisemitismo:

O chauvinismo nacional e racial é um vestígio de costumes misantrópicos característicos do período do canibalismo. O antisemitismo, como uma forma extrema do chauvinismo racial, é o vestígio mais perigoso do canibalismo.

O antisemitismo é vantajoso para os exploradores como um para-raios, pois desvia os golpes destinados pelos trabalhadores ao capitalismo. O antisemitismo é perigoso para os trabalhadores como sendo um falso caminho que os tira do caminho correto e os leva para a selva. Os comunistas, portanto, como internacionalistas consequentes, só podem ser inimigos jurados e irreconciliáveis do antisemitismo.

Na União Soviética o antisemitismo é punível com a maior severidade da lei como um fenômeno profundamente hostil ao sistema soviético. Sob a lei da URSS antisemitas ativos são passíveis de pena de morte.

Joseph Stalin
Fonte: Obras Completas de J. Stalin, vol. XIII

Print Friendly
pvc_views:
1694
dsq_thread_id:
1073222876

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações