TwitterFacebookGoogle+

Colapso no transporte público em Recife

Por volta das sete e meia da manhã do dia 12 de fevereiro, trabalhadores que utilizam o Terminal Integrado da Macaxeira, na BR 101, um dos principais de Recife-PE, realizaram um protesto por melhores condições no transporte público. O acúmulo da insatisfação com os atrasos no s horários dos ônibus, que ocorrem todos os dias, devido a um sistema de transporte sucateado pelos investimentos do Estado para as obras da Copa da Fifa, fez com que a população, decidida a mudar esta situação, partisse para a luta e fechasse a principal via de acesso ao terminal.

O protesto contou com a participação do Movimento Luta de Classes (MLC) e durou a manhã toda, só terminando quando foi entregue uma pauta de reivindicações ao representante do “Grande Recife”, consórcio responsável pelo transporte público da Região Metropolitana da capital pernambucana. Entre as reivindicações, estavam: renovação e aumento geral da frota dos ônibus; redução do intervalo na saída dos ônibus; criação de faixas exclusivas para ônibus; maior fiscalização nas integrações; congelamento do preço das passagens.

Durante a manifestação, foi fácil ver a população dizendo a toda hora que só conseguiriam mudar as coisas erradas se protestassem e não ficar só reclamando sem fazer nada. Afirmavam também que os empresários e o governo têm medo de protesto, etc. O fato demonstrou que a população está cansada de tanto descaso com o transporte público, de ver o governo investir nosso dinheiro na Copa da Fifa, e que está consciente de que só vão conseguir melhores condições de vida se lutar por isso.

Jailson Davi é do MLC – Movimento Luta de Classes

Print Friendly, PDF & Email
pvc_views:
879
dsq_thread_id:
2337999388

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações