TwitterFacebookGoogle+

Universitários rifam mulheres para formatura; Movimento Olga Benário reage

As redes sociais têm exposto comportamentos agressivos e chocantes de uma sociedade patriarcal, machista e exploradora. Na última semana, mulheres do Movimento Olga Benario foram surpreendidas com a divulgação de perfis no instagram de supostos estudantes de faculdades particulares de Maceió oferecendo rifas onde o prêmio seria uma noite com uma prostituta. No bilhete, a justificativa era de arrecadar dinheiro para a festa de formatura.

 

As feministas fizeram cópias dos perfis e denunciaram nas redes sociais, esclarecendo que, além de crime de rufianismo, a atitude é uma afronta às mulheres, que mesmo sendo profissionais do sexo, não podem ser tratadas como objetos ou mercadorias a serem sorteadas. O movimento também lançou uma nota de repúdio que foi veiculada nas redes sociais e distribuída nas portas das faculdades. O protesto tem repercutido na mídia local e nacional.

 

 

Na nota do Movimento de Mulheres Olga Benario, em Alagoas, as militantes questionam: “Formandos ou cafetões? A veiculação nas redes sociais de uma ‘rifa’ de uma mulher causou indignação e revolta. Vamos começar pela lei: o artigo 230 do Código Penal prevê que é um crime tirar proveito da prostituição alheia, com pena prevista de reclusão por 1 a 4 anos e multa. Os exploradores sexuais de mulheres são conhecidos popularmente como cafetões”

 

As feministas também ressaltaram que não é apenas uma questão legal. Vai muito além disso. “A prostituição não é uma livre escolha feminina. É, na verdade, uma dramática forma de exploração e subjugação das mulheres há séculos. A sociedade capitalista, patriarcal e hipócrita mantém milhares de mulheres submetidas a essa prática.

 

Não nos enquadramos entre os estereótipos de recatadas e do lar ou entre as que podem ser rifadas. Afirmamos sempre, queremos respeito e uma vida digna para todas as mulheres!”, declara o Movimento Olga Benario.

 

Exploração sexual é tema de debates em faculdades particulares

 

 

A repercussão do protesto levou as direções e os docentes das faculdades a se posicionarem contra a atitude dos estudantes. Nesta segunda-feira (10), a direção da Faculdade da Cidade de Maceió (Facima) convocou os representantes de turma e das comissões de formatura para uma reunião. Foram convidados para palestrar aos estudantes Anne Caroline F. Lima, Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos; Caroline D. Leahy  e Alexandra Berto, da Comissão das Mulheres Advogada da OAB/AL; e a jornalista Lenilda Luna, do Movimento de Mulheres Olga Benario.

 

A direção da Facima foi representada por Ana Paula Nunes, Diretora Geral da Facima e FAA-IESA;  Solange Correia, Coordenadora​ dos Cursos de Direito da Facima e da FAA-IESA; Fabrízia Melo, Coordenadora Geral da Facima e FAA-IESA; Dayse Teixeira, Coordenadora Pedagógica da Facima; e Rodrigo Colembelli,  professor da FAA-IESA e Delegado de Polícia Civil.

 

Na palestra com os estudantes, foram esclarecidas as questões legais e éticas pelas quais a atitude de “rifar” mulheres deve ser totalmente repudiada. “Não podemos aceitar como normais os comportamentos que reforçam o estereótipo de mulher-objeto. Mesmo as profissionais do sexo devem ter seus direitos resguardados e devem ser respeitadas como todas as mulheres”, destacou a representante do Movimento Olga Benario.

 

 

O caso já está sendo apurado pelo Ministério Público Estadual e pela Polícia Civil de Alagoas. Aparentemente, os perfis foram retirados das redes sociais, mas o material coletado já foi encaminhado para a investigação. “Estamos cedendo também as imagens das câmeras de segurança para que os responsáveis pela rifa sejam identificados e punidos. Pedimos aos nossos alunos que não se omitam e denunciem qualquer tentativa de continuar vendendo essa rifa”, declarou a diretora geral da Facima.

 

O Movimento de Mulheres Olga Benario também já foi contactado por professores da Faculdade Pitágoras, em Maceió, e deve participar de uma conversa com os estudantes na próxima semana. Machistas não passarão!!!

 

 

Lenilda Luna – Redação Alagoas

 

 

 

 

Print Friendly
pvc_views:
177

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações