TwitterFacebookGoogle+

Mulheres ocupam a Secretaria de Educação de Fortaleza exigindo mais creches

Mulheres de diversos bairros de Fortaleza-CE ocuparam, na manhã deste último dia 31 de maio, a Secretaria de Educação do Município. A pauta de reivindicação do movimento feminista é a ampliação das vagas nas creches e nas pré-escolas. Além disso, as mães lutam para terem creches com tempo integral nos seus bairros, em especial no bairro do Curió. O ato faz parte da “Campanha Nacional pelo Direito à Creche”, organizada pelo Movimento de Mulheres Olga Benario e pelo Movimento nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB).

O acesso à educação infantil até os cinco anos de idade é garantido pelo artigo 208, inciso IV, da Constituição Federal. A responsabilidade pela oferta em creches (0 a 3 anos) e pré-escolas (4 a 6 anos) é, prioritariamente, dos municípios. Em Fortaleza, a educação infantil não é prioridade, pois são atualmente 145 Centros de Educação Infantil e 86 creches conveniadas com a Prefeitura de Fortaleza. Esses números não contemplam a maioria das mães que estão há mais de ano na fila de espera por uma vaga.

A situação é grave, são milhares de crianças, a maioria de baixa renda, que precisam de um lugar para ficar enquanto os pais estão no trabalho. Mesmo assim, em todo início de ano letivo, o drama é o mesmo: faltam vagas nas creches. Vale ressaltar que as barreiras não acabam aí, já que as irregularidades perpassam a precariedade.

Durante o ato subiu uma comissão de cinco companheiras do Olga e do MLB para negociar a pauta de reivindicações. Essa comissão foi atendida pelo secretário adjunto da Educação, Jefferson de Queiroz. A ocupação das mulheres conquistou a garantia de contemplar as 25 mães do bairro do Curió em uma creche conveniada à Prefeitura no bairro São Miguel e a entrega da nova Creche do Curió até final do ano de 2017.

A existência de creches e de escolas de educação infantil, além de ser um direito que assegura a permanência das mulheres no seu local de trabalho, garante, sobretudo, um saudável desenvolvimento das crianças. Nós mulheres trabalhadoras sabemos muito bem o que significa necessitar de uma vaga em uma creche.

VIVA A LUTA DAS MULHERES!

Movimento de Mulheres Olga Benario e Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB)

Print Friendly, PDF & Email
pvc_views:
31

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações