TwitterFacebookGoogle+

Ônibus do MLB vai às regionais de BH pela legalização da UP

Desde o primeiro sábado de março, o Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB) de Minas Gerais iniciou uma caravana com o objetivo de visitar algumas das principais periferias de cada uma das nove regionais de Belo Horizonte, aos sábados. A campanha vem ganhando muita adesão por onde passa: “Estamos indo com o ônibus nas regionais de BH. Iniciamos pela regional Norte, no Conjunto Felicidade. Lá, recebemos o apoio de 837 pessoas para a legalização da UP”, disse Poliana Souza, coordenadora do movimento. A caravana tem como objetivo também chegar à região metropolitana e aos interiores de Minas: “Vai ser como uma espécie de arrastão, de conscientização política nas áreas mais periféricas e esquecidas por este Estado dos ricos”, disse.

A Unidade Popular (UP) é um partido em processo de legalização, e o MLB, juntamente com outros movimentos, participa de sua construção. Já foram coletadas mais de 650 mil assinaturas nas ruas de todo o País e, agora, são necessárias que pelo menos 487 mil destas sejam legalizadas nos cartórios eleitorais. A UP também já atingiu o número mínimo exigido por lei em oito estados, tendo coletado assinaturas em 15.

“Estamos acostumados a achar que as pessoas não querem falar de política, mas, quando chegamos nos bairros, vemos muita receptividade dos moradores e dos comerciantes locais. As pessoas nos oferecem café, água, nos deixam usar os pontos de energia e agradecem muito pela nossa presença. A fala que escutamos é: ‘precisa de mais gente fazendo isso’. Posso dizer que a rejeição a assinar nossas fichas é quase zero. Só não assina quem não vota ou ainda não tem o título”, disse Ana Cristina, moradora da Ocupação Paulo Freire e também coordenadora do movimento.

Mas a caravana do MLB não se resume apenas à coleta de assinaturas: “Além de coletar assinaturas, que já é uma oportunidade de visitar centenas de famílias de casa em casa, ter contato com elas nos centros comerciais, nas principais ruas, fazemos panfletagens e ainda promovemos um bazar itinerante com a venda das roupas que recebemos de doação, por meio do qual conseguimos custear a alimentação, o combustível e ajudar no trabalho da Creche Tia Carminha, que o MLB organiza na Ocupação Eliana Silva”, contou Rosimary Luzia, a Meire, diretora da Creche do movimento, que também participa da caravana.

Os móveis usados para o bazar foram projetados e feitos através de uma parceria com um projeto de extensão da Escola de Arquitetura da UFMG. “Assim como o ônibus, os móveis foram resultado da ótima parceria que temos com a professora Marcela e seus estagiários da Escola de Arquitetura”, comenta Luzia.

Mas não para por aí: há outros projetos em curso para serem implementados, como um cinema popular itinerante e atendimentos promovidos por psicólogos e advogados. “Destes projetos, o do Cinema já está engatilhado. Temos já uma lona que tem duas funções: proteção contra o sol, durante o dia, e tela para projeção de filmes, à noite. Começaremos este trabalho em breve, levando um pouco mais de cultura às periferias. Estamos buscando parcerias para isto”, comentou Cristina.

Leonardo Péricles, presidente nacional da Unidade Popular

Print Friendly, PDF & Email
pvc_views:
18

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações