TwitterFacebookGoogle+

UP conquista apoiamento mínimo na Bahia

Na reta final da campanha para legalização da Unidade Popular (UP), os militantes de diversos movimentos sociais conquistam o número mínimo de apoiamentos (assinaturas) em prol do registro do Partido no Estado da Bahia.

O mínimo de assinaturas exigido no estado, de 7.819 validadas pelo TSE, foi alcançado no último dia 30 de julho. A exigência do TSE para legalização do partido é que, no prazo de dois anos, seja alcançado esse número mínimo de assinaturas que corresponde a 0,1% do eleitorado em nove estados, em três regiões do país, mas a Unidade Popular já conta com essa marca alcançada em 13 estados, distribuídos em quatro regiões. Mais de um milhão de pessoas já disseram sim à UP nos bairros pobres, empresas, escolas, universidades, pontos e terminais de ônibus de todo o país.

A UP é um partido que nasce a partir de movimentos sociais (MLB, Movimento de Mulheres Olga Benario, UJR, MLC) para resgatar a luta pelo socialismo no Brasil. Precisamos de um partido revolucionário, que construa o Poder Popular e que acredite na aliança com nosso povo pobre. Chega de acreditar que os trabalhadores só podem chegar ao poder em aliança com os ricos.

O que mais chama atenção nessa campanha é que, diferente da maioria dos partidos que alcançaram registro recentemente, a UP nasce sem financiamento de empresas, sem gabinetes de parlamentares e sem os velhos “caciques” da política.

É com a força da militância, com o esforço coletivo, que estamos legalizando a UP, e este partido será um instrumento da luta do povo pobre e trabalhador na luta pelo socialismo.

Redação Bahia

Print Friendly, PDF & Email
pvc_views:
2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações