TwitterFacebookGoogle+

Ocupação em Florianópolis tem casas demolidas pela PM

Casas são destruídas sem mandado judicial em ocupação próximo à Praia dos Ingleses

Na tarde desta segunda-feira (15/04), a ocupação Vila Esperança, situada no bairro dos Ingleses, norte da ilha de Florianópolis, foi brutalmente atacada pela polícia militar em ação conjunta com a FLORAM (Fundação Municipal do Meio Ambiente de Florianópolis). Quatro casas foram derrubadas, deixando nove pessoas sem teto, seis adultos e três crianças. Essa é a segunda ação criminosa da PM na ocupação nesse mês, totalizando 25 casas demolidas.

A operação policial que desabrigou mulheres e crianças contou com seis viaturas da PM, duas caminhonetes do Choque e uma retroescavadeira. Ocorreu de maneira ilegal, sem identificação e sem mandado judicial: “o policial me mostrou rapidamente um papel que estava em branco” afirmou Joanice, que não sabe ler e denuncia o desrespeito do agente.

A ocupação Vila Esperança existe desde 2009, quando 7 famílias ocuparam o terreno. Hoje são 94 vivendo no local, próximo de praias estratégicas para o turismo da cidade. Desde o fim do ano passado as famílias vêm sofrendo assédio da polícia e tendo suas casas demolidas: “A gente sai para trabalhar e não sabe se a nossa casa vai estar de pé quando voltar. Eu só queria dormir sabendo que amanhã minha casa e a de meus vizinhos vai estar de pé, só queria paz”, afirma moradora da Vila Esperança.

INTIMIDAÇÃO POLICIAL

Tem sido frequente o abuso de autoridade dos policiais dentro da ocupação: mães são ameaçadas de terem seus filhos retirados, trabalhadores são humilhados diariamente em enquadres e revistas, moradores são fichados e vigiados constantemente, inclusive em incursões noturnas com uso de bombas e tiros: “o tratamento da policia é pé na porta, spray de pimenta e bala de borracha” relata morador.

Em tempos em que o aparato militar do Estado burguês age com cada vez mais truculência contra o povo e o presidente miliciano Jair Bolsonaro defende que as ocupações devem ser tratadas na base do chumbo, reforçamos a importância da solidariedade a todos os que resistem ao plano de cidades que sirvam apenas para os interesses dos ricos. Os moradores da ocupação Vila Esperança são exemplo dessa luta e dão o recado de que não cederão as intimidações e lutarão pelo direito à moradia.

O MLB se coloca junto nessa luta, pois enquanto morar dignamente for um privilégio, ocupar é um direito.

Movimento de Lutas nos Bairros, Vilas e Favelas – Santa Catarina 

Print Friendly, PDF & Email
pvc_views:
6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações