TwitterFacebookGoogle+

Matérias de: 11 de janeiro de 2020

Presidente da UP: das jornadas de junho de 2013 à consolidação do golpe em 2018

Enganam-se aqueles que associam as jornadas de junho ao início do golpe de 2016. Ao contrário das manifestações da classe média e da grande burguesia que serviram para derrubar Dilma, as jornadas de junho se iniciam com as lutas contra o aumento das passagens em Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro, explodem e tornam-se gigantescas manifestações a partir da forte repressão feita pela Polícia Militar contra os que lutavam. A partir daí, as manifestações se estendem para todo o Brasil e se tornam um grande movimento espontâneo que contou com a participação de milhões de pessoas de diversas classes sociais.…

Leia mais

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações