UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

segunda-feira, 4 de julho de 2022

MLB realiza 3º Congresso Nacional e reafirma luta por uma vida digna e pelo socialismo

Realizou-se em Brasília, de 13 a 15 de outubro, o 3º Congresso Nacional do Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB). O evento teve a presença de mais de 300 delegados dos Estados do Pará, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Bahia, Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo, e serviu para aprofundar o debate sobre a atuação e as novas tarefas do MLB no trabalho de bairros em nosso país.

Organizadas em passeata pela Esplanada dos Ministérios, centenas de pessoas participaram da abertura do Congresso, no auditório da Câmara dos Deputados. Estavam lá representantes da Presidência da República, do Ministério das Cidades, da Caixa Econômica Federal, do Governo do Distrito Federal, da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), do Movimento de Mulheres Olga Benário e do Partido Comunista Revolucionário (PCR), além da presidente da Confederação Unitária dos Bairros do Equador (Cube), Natasha Rojas. Marcada por muita agitação e palavras de ordem contra o déficit habitacional e o corte de 40% nas verbas do Minha Casa, Minha Vida, a abertura do Congresso demonstrou toda a vontade e disposição de luta das famílias organizadas pelo MLB de conquistar a reforma urbana e o socialismo no Brasil.

Durante o Congresso temas como habitação, crise econômica, socialismo, saúde, mulher e juventude foram amplamente debatidos pelos delegados, que, com muita propriedade, cobraram das autoridades presentes soluções para os problemas que enfrentam os povos pobres no Brasil. “Num país em que o que importa é construir estádios para a Copa, milhões sofrem com as enchentes e continuam sem casa, morando de favor ou em barracos. Fica claro que temos que lutar pela moradia, mas também para transformar essa sociedade”, disse Ivanildo Xavier, de São Paulo.

“Eu acho que o governo, para construir realmente as habitações de que o povo precisa, tem que tomar duas atitudes fundamentais: romper com a burocracia do Estado, que impede que em cidades como Belo Horizonte não se tenha construído nenhuma casa do programa Minha Casa, Minha Vida, e peitar as empreiteiras que estão especulando os terrenos e só constroem casa para quem está acima de três salários mínimos”, afirmou Leonardo Péricles, coordenador do MLB em Minas Gerais.

A luta pela reforma urbana e pelo socialismo norteou as palavras de ordem entoadas com muita energia durante os dias de Congresso. Ficou claro para todos que, se o povo não se organizar para lutar, se ficar refém do que prometem os governos, não conquistará o direito humano de morar dignamente.

Um dos momentos mais emocionantes do congresso foi a homenagem prestada por todos os presentes à nossa eterna companheira Valdete Guerra, dirigente do MLB/RN, que faleceu em agosto, vítima de câncer. Todos assistiram com atenção ao vídeo produzido pelo MLB em que várias pessoas relataram o exemplo de vida e de luta de Valdete. E ficaram de pé para reafirmar o compromisso de seguir firme o caminho trilhado por essa brava companheira.

Por fim, foi eleita a nova coordenação nacional do MLB, bem como aprovada uma plataforma nacional de lutas e de reivindicações na qual se destacam a campanha Natal sem fome e sem miséria e a jornada nacional de ocupações prevista para o primeiro semestre de 2012.

A realização do 3º Congresso Nacional do MLB foi uma grande vitória e prova a disposição de luta e sacrifício de todas as famílias organizadas pelo movimento. Agora, é colocar em prática as deliberações do congresso e conquistar nas ruas, bairros, vilas e favelas, o direito humano de morar dignamente.

Indira Xavier, Brasília

Viva o MLB!

Companheiros e companheiras,
Quero dizer pra vocês
Da minha alegria e contentamento
De participar desse movimento
Que é o MLB.

Nunca pensei que um dia
Eu ia estar em Brasília
Lutando para valer
Com este povo perseverante e muito confiante
De sempre poder vencer.

Pra todos que me ouvem agora
Vou dizer sem nenhuma timidez:
Já tinha força, mas confesso
Que depois deste Congresso
Ela aumentou de vez.

E vocês, gente de garra
Que não é de esmorecer:
Vamos gritar, e fazer estremecer.
Viva o 3° Congresso! Viva o MLB!

Maria das Graças Vicente (Dona Fia), 67 anos, diretora da Associação Comunitária Olga Benário  da Zona Leste de São Paulo

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes