UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sexta-feira, 27 de janeiro de 2023

MOSTRANDO RESULTADOS PARA:

Opinião: A arte sob o governo fascista

O governo fascista de Jair Bolsonaro serviu para precarizar ainda mais a situação da produção cultural Brasileira

Prefeitura de São Paulo quer privatizar Casas de Cultura

A capital possui 20 Casas de Cultura, que fornecem acesso a cursos e oficinas, shows e espetáculos para as populações dos bairros periféricos ou afastados do centro.

MLB ocupa Museu de Arte da Bahia no centro de Salvador

Rafael Moreno União da Juventude Rebelião (UJR) Literal e metaforicamente, dos dias 08 de outubro até 27 de novembro o Museu de Arte da Bahia (MAB)...

Expressão de cultura popular e ancestralidade: o jongo do Tamandaré

"O jongo é feito de muita trajetória" - Mestre Totonho

Estudantes se organizam para garantir acesso a cultura

Envolvendo principalmente os estudantes da periferia do estado, nos últimos anos, a Associação dos Estudantes Secundaristas do Estado do Rio de Janeiro (AERJ) promoveu...

Slam Rebelião reúne poetas de diversas regiões do RJ, em Nova Iguaçu

Conheça a Batalha de Slam, cultura marginal que vem crescendo entre a juventude pobre e trabalhadora. UJR organizou primeira edição do Slam Rebelião no...

Capitalismo desperdiça 40% do talento das crianças brasileiras

De acordo com o Banco Mundial, uma criança brasileira nascida em 2019 deve alcançar em média apenas 60% do seu capital humano potencial ao completar 18 anos.

O funk e a criminalização do lazer do povo pobre

O funk passa, hoje, pelo mesmo processo de criminalização sofrido por todos os movimentos culturais criados pelo povo preto e pobre.

Batalha da Matrix: 9 anos de resistência em São Bernardo do Campo

A Verdade entrevistou fundadores da Batalha da Matrix, atividade cultural que sofre perseguição e repressão da Guarda Civil Metropolitana comandada pela Prefeitura de São...

PM reprime roda cultural em Cabo Frio

A roda cultural da Tropa do Mantém, na comunidade Manoel Corrêa, foi interrompida bruscamente pela PM, no último dia 5 de maio. Com tiros, socos e chutes, os policiais aterrorizaram e promoveram o caos numa noite pacífica, quando crianças e jovens estavam na quadra da comunidade produzindo cultura e educação, justamente aquilo que lhes é negado pelo governo. 

Poema – Cotidiano de Luta

Cotidiano de luta Beatriz Caroline - São Paulo Estudo com o meu povo: a realidade. Leio-a dentro do circular lotado, nas filas dos bandejões, na sala de aula às altas horas...

Novidades