TwitterFacebookGoogle+

Trabalhadores terceirizados da UFRJ fundam associação

foto votação

Foto: Marco Fernandes/Adufrj-SSind

No dia 28 de Abril, foi fundada a Associação dos Trabalhadores Terceirizados da UFRJ (ATTUFRJ), em uma assembleia com cerca de 60 trabalhadores no Centro de Ciências da Saúde, na Cidade Universitária, sendo a primeira organização de classe representativa de trabalhadores terceirizados no país.

Resultado de um processo de lutas intenso em toda a Universidade, por meio do qual, trabalhadores da limpeza, portaria, vigilância, almoxarifado e manutenção técnica realizaram manifestações, piquetes e greves. A reivindicação, em geral, era o direito mínimo de receber os salários e benefícios (transporte e alimentação) em dia, pois é muito comum o atraso por parte das empresas que faturam milhões em contratos que valem R$ 5 mil por trabalhador, pagando salários de R$ 900,00.

A mão de obra terceirizada cresceu muito nos últimos anos na UFRJ, graças a uma política de extinção de cargos no Serviço Público em benefício de setores que almejam a privatização da universidade e maior lucro em cima da força de trabalho. Na mesma proporção, cresceu o sofrimento diário com a pressão dos supervisores, o assedio sexual sofrido pelas trabalhadoras e a invisibilidade em meio a uma comunidade acadêmica que se convence, todos os dias, que só existem três segmentos na universidade docentes, técnicos e alunos. Ou seja, os terceirizados não teriam direitos na comunidade acadêmica.

foto nea e terezinha

Foto: Marco Fernandes/Adufrj-SSind

Neste cenário os trabalhadores terceirizados passaram a exigir um maior nível de organização, já que seus sindicatos de ramo não cumprem um papel proativo na luta. Neste sentido o Movimento Luta de Classes (MLC) apoiou esta organização com presença militante na base e conscientizando a categoria.

Segundo Waldinea Nascimento – Presidente da ATTUFRJ e do MLC; “Esta organização é fruto de muita luta e com certeza terá muita adesão, seremos cada vez mais firmes contra a opressão do patrão!”

Participaram da assembléia o Presidente Associação Docente da UFRJ (ADUFRJ) – Claudio Ribeiro, o diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da UFRJ (SINTUFRJ) – Rubens, a representante do Diretório Central dos Estudantes Mario Prata (DCE-UFRJ) e o coordenador do Laboratório de Solidariedade Técnica – SOLTEC – Flavio Chedid. Todas as entidades receberam forte agradecimento da diretoria eleita da ATTUFRJ, pois foram fundamentais para o fortalecimento da organização da categoria.

Primeira campanha da Associação é pela reintegração de Terezinha ao trabalho

Depois de uma forte mobilização que garantiu os salários atrasados dos trabalhadores da Qualitécnica (maior empresa terceirizada em atividade na UFRJ), a empresa decidiu demitir a funcionária conhecida por todos como Terezinha, hoje Vice-Presidente da ATTUFRJ.

Porém, toda a comunidade acadêmica da UFRJ se levantou contra esta injustiça, bem como, a categoria dos faxineiros que estão pressionando a empresa pelo retorno de sua principal liderança.

Print Friendly
pvc_views:
547
dsq_thread_id:
3741193853

3 comments

  1. ADEMIR DA SILVA SANTOS

    primeiramente venho por meio deste, parabenizar o bom trabalho realizado pela presidente da associação dos terceirizados na verdade somos todos injustiçados pele péssima relação que existe entre as empresa contratadas e a UFRJ que na verdade não exerce uma fiscalização sistemática na conduta administrativa dessas empresas, como cidadão e trabalhador chego á pensar que só pode existir algo compactuado entre essas duas instituições que nos leva á estar nesta situação, como ex-trabalhador terceirizado fico triste em ver as concepções errôneas de diversos setores do serviço público em educação na verdade não somos a favor daqueles que lutam pela privatização da universidade pública, mais em contrapartida como terceirizados queremos ser tratados com respeito e dignidade no que diz respeito aos nossos direitos trabalhistas e haver uma maior transparência na hora em que esses são feitos.

  2. Carlos

    Boa tarde Sres; estamos ai passando por grandes crise financeiras aqui no Rj,mas os nossos SERVIÇOS DE SEGURANÇA,está sendo feito diariamente por nós VIGILANTES DA FRONT SERVIÇOS DE SEGURANÇA,mas para nossa tristezas, até hj dia 14-11-16, os vigilantes desta Empresa,ainda estão sem SALÁRIOS,cadê os REPRESENTANTES DOS TERCEIRIZADOS ai na UFRJ.

  3. Renata de Farias Castro

    Boa tarde gostaria muito de saber o que a attufrj,fez ou está fazendo com relação aos funcionários demitidos pela empresa ventureli em dezembro de 2015 que não tiveram seus direitos cumpridos pela empresa e nem pela faculdade como havia sido dito pelo MT.
    Segue meu tel para contato 99948-8995

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações