TwitterFacebookGoogle+

Adolescente negro é chicoteado nu em supermercado na zona sul de São Paulo

Seguranças torturam cinicamente um jovem negro marginalizado acusado de furtar chocolate.

Jorge Ferreira


SÃO PAULO Seguranças de uma loja da Rede de Supermercados Ricoy despiram e torturaram por meio de chibatadas um jovem negro de 17 anos. O adolescente estava em situação de rua e tentou furtar um chocolate no estabelecimento. Os torturadores gravaram o vídeo em que o jovem aparece amordaçado e amarrado enquanto leva golpes de fios elétricos trançados.

Foto: Divulgação/Google Maps

Após 131 anos da Lei Áurea, que aboliu oficialmente a escravidão no Brasil, a denúncia chocou à todos por remontar práticas desse período perverso pra população negra, mas serviu também pra escancarar como o genocídio da juventude negra está acontecendo à todo vapor ainda nos dias de hoje e se intensifica ainda mais quando o Presidente da República, Jair Bolsonaro, além de ser racista, apoia publicamente a prática de tortura.

No próximo sábado, dia 07, a Rede de Proteção e Resistência ao Genocídio está convocando um “Ato Contra o Racismo e Tortura no Ricoy”, na avenida Yervant Kissajikian, Vila Joaniza, zona sul de São Paulo, às 11:30 da manhã.

Print Friendly, PDF & Email
pvc_views:
79

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações