TwitterFacebookGoogle+

Estudantes reativam a União dos Estudantes Secundarista de Garanhuns

Felipe de Oliveira
União dos Estudantes de Pernambuco

Foto: Jornal A Verdade

No dia 07/11 de 2019 foi realizado o 9° congresso da União dos Estudantes Secundaristas de Garanhuns. Mobilizando mais de 200 estudantes de escolas municipais, estaduais e técnicas da cidade, este congresso foi um marco para todo o movimento estudantil de Garanhuns e do agreste de Pernambuco.

A nova diretoria da entidade, que foi eleita por unanimidade em seu 9° congresso, vem para reativar a UESG que estava desde 2002 sem gestão oficial, e vinha sendo conduzida por pessoas que se apropriavam do seu nome para lucrar com a venda de carteiras de estudante extremamente caras, sem fazer nenhum tipo de prestação de contas ou repasse aos grêmios.

Foto: Jornal A Verdade

A União dos Estudantes Secundaristas de Pernambuco (UESPE) em conjunto com a União dos Estudantes de Pernambuco (UEP), em março de 2019, iniciou a luta para a retomada da UESG pelos estudantes. Porém essa não foi uma tarefa nada fácil.

O grupo político que tinha se apossado da entidade compõe o próprio governo do estado e tem ligações estreitas com o prefeito e vereadores da cidade. Contudo, através de muita denúncia e mobilização estudantil, foi-se eleita uma comissão gestora com a participação de grêmios de várias escolas do município e registrada a ata em cartório, dando o respaldo legal para o início da construção do 9° congresso da UESG.

Após isso, os membros da comissão gestora, com o apoio da UESPE e da UEP, saíram de escola em escola do município divulgando o congresso e mobilizando os estudantes para construírem a entidade e lutarem contra o aumento de passagem, desvio de recurso do FUNDEB e pela aprovação do Passe Livre estudantil, algumas das principais pautas do movimento estudantil na cidade de Garanhuns.

Foto: Jornal A Verdade

Finalmente, após um mês de mobilização em sala de aula, enfrentando ameaças do antigo grupo que controlava a entidade, os secundaristas de Garanhuns realizam o seu congresso e elegem uma diretoria combativa e compromissada em defender intransigentemente os interesses e direitos dos estudantes. Prova disso foi a passeata realizada ao final do congresso até a frente da prefeitura, para entregar ao prefeito as propostas e demandas discutidas em plenário. Vale ressaltar a estrondosa vaia dos estudantes, ao chegarem em frente à prefeitura, ao grupo político que tentou até o último instante impedir a realização do congresso.

Após mais um exemplo como este, justamente no dia do aniversário de 102 anos da revolução russa, fica cada vez mais nítido que o legado e a experiência de luta deixados por Lênin e Stalin, e todo o povo oprimido da Rússia, são carregados até hoje, na luta atual contra todos os que defendem a manutenção deste caduco sistema de exploração.

Print Friendly, PDF & Email
pvc_views:
2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações