UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

terça-feira, 5 de julho de 2022

Greve dos vigilantes de Minas Gerais chega ao fim

Greve dos vigilantes em MG -2012Após dez dias de paralisação, a categoria dos vigilantes de Minas Gerais encerrou sua greve com um acordo na justiça. Reivindicando inicialmente aumento de 16,8% no salário e adicional de risco de morte de 30%, a categoria conseguiu um reajuste de 8% e o adicional pelo risco de morte subiu de 6% para 9%.

A greve dos vigilantes, que coincidiu com a greve dos rodoviários na cidade de Belo Horizonte, se espalhou por várias cidades do estado. Os trabalhadores se fizeram presentes principalmente nas ruas da capital mineira e com muita disposição, fazendo várias passeatas, interrompendo o trânsito, agitando e ganhando o apoio da população. Os trabalhadores passavam em frente aos bancos e incentivavam seus colegas ainda em serviço a se integrarem ao movimento. O resultado foi mais de 40 agências bancárias totalmente paralisadas só na capital, além da interrupção das atividades do Fórum da cidade.

Leia também
[intlink id=”3566″ type=”post” target=”_blank”]Greve dos rodoviários em Belo Horizonte se inicia com grande adesão da categoria[/intlink]
[intlink id=”3708″ type=”post” target=”_blank”]Rodoviários aceitam proposta, mas “estado de greve” continua[/intlink]

A greve chegou ao fim em reunião entre os sindicato dos trabalhadores e o sindicato patronal na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE). No encontro, que durou cerca de seis horas, ficaram acertados, além do reajuste de 8% no salário, o aumento do vale-alimentação, que foi para R$ 8,33, e o acréscimo de 9% no salário pelo risco de morte. O piso anterior da categoria era de R$1.026,86, tendo subido agora para R$1.109,00. O novo valor da cesta básica foi para R$78,20.

Romualdo Ribeiro, presidente do Sindicato dos Vigilantes, afirmou que o resultado não foi o que a categoria queria no início da greve, mas que se não tivessem paralisado, “o valor nunca seria esse”.

Redação MG

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes