UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

segunda-feira, 4 de julho de 2022

Ames reforça luta pelo passe livre

A Associação Municipal dos Estudantes Secundaristas de Teresina (AMES) reuniu, no dia 15 de agosto, 100 estudantes de várias escolas secundaristas para debater o passe-livre. O seminário ocorreu no auditório do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios, com apoio do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Teresina e da Resistência Camponesa e Urbana do Piauí. O debate foi a continuidade da luta dos estudantes, fruto das grandes manifestações de junho que, na Capital piauiense, reuniu mais de 50 mil pessoas.

O evento teve como palestrantes, além dos diretores da entidade, o dirigente sindical Pedro Laurentino, membro do Comitê Memória, Verdade e Justiça de Teresina e também diretor do Sindicato dos Trabalhadores da Justiça Federal (Sintrajufe). Ele afirmou: “Fui um dos refundadores da União Nacional dos Estudantes (UNE) e do Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal Rural de Pernambuco. Sei bem a importância que tem o movimento estudantil na luta por democracia e por uma nova sociedade”.

Além dele, vários diretores de grêmios também concordaram com a importância do atual momento histórico e a intensificação dessa luta. Para Valentina Tereskova, presidente do Grêmio do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia (IFPI-Teresina Sul) e diretora da FENET, “nossa luta é para que todo o jovem tenha acesso ao transporte público de qualidade, evitando a evasão escolar e garantindo momentos de lazer e cultura. Essa é uma grande bandeira histórica e estamos muito perto de conseguir, precisamos nos mobilizar muito mais”. O Presidente da Ames, Eduardo Almeida, encerrou:“A Ames está na luta pelo passe-livre. Vamos continuar nas ruas, mobilizando, conscientizando até termos os nossos direitos conquistados. Ninguém nunca deu à juventude nada de graça. Tivemos que lutar muito pelos nossos direitos. Não vai ser diferente com o Passe Livre”.

Ao final, foram lembrados os jovens que foram mortos e desaparecidos políticos durante o regime militar 1964-1985.

Redação Teresina 

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes