UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

terça-feira, 29 de novembro de 2022

Unidade Popular pelo Socialismo realiza plenária em Recife

up recife (3)

No final de fevereiro, a Unidade Popular pelo Socialismo (UP) realizou uma plenária estadual para lançamento oficial do partido em Pernambuco. A plenária aconteceu na Câmara Municipal do Recife e contou com a participação de mais de 100 pessoas e lideranças de vários movimentos sociais que apoiam a campanha pela legalização do novo partido.

Estiveram presentes, dentre outros, o economista e ex-professor da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) José Fernandes, o vereador de Olinda, , Marcelo Santa Cruz (PT), o membro do Partido Comunista Revolucionário (PCR), Edival Cajá, a coordenadora nacional do Movimento de Mulheres Olga Benário, Guita Marly, integrantes da Esquerda Marxista e do vereador do Recife, Luís Eustáquio.

Em meio à análise de conjuntura política e econômica pela qual passa o Brasil e o mundo, foi reafirmada a necessidade de um instrumento institucional legal e popular que represente os trabalhadores no governo. Um exemplo lembrado pelo companheiro Josivaldo, integrante da Esquerda Marxista, foi o Syriza, partido de esquerda que ganhou destaque na Grécia nas últimas eleições e que tem implementado algumas medidas econômicas em favor dos trabalhadores.

“Muitos querem explicar que a causa da grande crise que ocorre hoje é culpa do PT, do atual governo (…) acontece que a corrupção, a exploração e a opressão não nasceram agora, nasceram junto com o sistema capitalista. (…) A administração brasileira tem que ser passada às mãos da classe trabalhadora, o Estado tem que ser administrado por quem produz! Então é uma felicidade ver nascer esse novo partido que não se engana com a propaganda dessa mídia capitalista”, concluiu Cajá, em apoio às bandeiras de luta da UP.

Thiago Santos, coordenador estadual da UP, ressaltou a importância do trabalho coletivo na construção do novo partido. “Temos a tarefa de organizar os trabalhadores na disputa pelo governo. E temos sido bem recebidos, estimulados e apoiados pela população e pelas lideranças dos movimentos sociais. O trabalho conjunto de toda a militância e dos aliados vai garantir que consigamos atingir as assinaturas exigidas pelo Tribunal Superior Eleitoral para legalização do partido”, destacou.

Ludmila Outtes, Recife

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes