UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sábado, 3 de dezembro de 2022

Vitória do Movimento Pró Fórum Permanente de Educação de Belo Horizonte

conferenciaO Movimento Pró Fórum Permanente de Educação de Belo Horizonte é constituído por mais de 120 entidades e coletivos que representam diversos setores da população. Fórum que é de suma importância, pois dentro dele se discute, delibera e fiscaliza o PME (Plano Municipal de Educação).

Nos dias 24, 25 e 26 de Abril, aconteceu à 7ª Conferencia Municipal de Educação de Belo Horizonte, uma conferência histórica e de grandes lutas perante uma gestão ditatorial da Prefeitura de Belo Horizonte, representada pela Secretária Municipal de Educação, e de algumas vitorias parciais da educação, graças a todos os movimentos sociais, pais e alunos integrantes do Movimento Pró Fórum de BH.

conferencia 2

Neste final de semana do dia 24/04 tivemos uma amostra da falta de democracia institucionalizada pela prefeitura de BH, gerida pelo PSB. Além da falta de paridade, entre gestores e representantes da sociedade civil dentro da Comissão Organizadora da 7ª Conferencia , vimos o total descaso da Prefeitura com a discussão das Metas e Estratégias do PME, onde os grupos divididos pelos sete eixos, não tiveram acesso ao diagnostico da educação na cidade. Uma tentativa de desmobilizar o Movimento e delimitar qualquer discursão mais profunda sobre a real situação da educação na cidade.

Com muita luta dentro da plenária da conferencia e mobilização da sociedade o Movimento Pró Fórum de BH conseguiu a aprovação do fórum por lei e sua composição paritária entre gestores do Governo e Movimentos Sociais. Dentro da plenária ecoou gritos por mais democracia e varias palavras de ordem, puxadas principalmente pelos estudantes representados pela AMES-BH (Associação Metropolitana dos Estudantes Secundaristas de Belo Horizonte), Professores de diversos sindicatos e pais revoltados com a péssima gestão da prefeitura. A 7ª Conferência Municipal de Educação continua em Maio, a partir da elaboração de um diagnóstico mínimo feito pela PBH e solicitação de dados aos gestores estadual e federal para uma radiografia da Educação em Belo Horizonte. Este é só o começo de uma luta por uma educação que liberte.

Guilherme Henrique Vieira Marques

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes