UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

domingo, 25 de setembro de 2022

Enfermeiros lutam por salário e melhoria da saúde pública

enfermeiros-ses

Após reunirem-se em assembleia no auditório de um dos maiores hospitais da região metropolitana de Recife, os enfermeiros servidores do estado de Pernambuco resolveram realizar um ato no dia 21 de novembro. Dentre as reivindicações estão o aumento salarial e a isonomia na gratificação de plantão com os odontólogos. O ato aconteceu em frente ao Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual.

“Os trabalhadores resolveram puxar a assembleia e o ato pela insatisfação diante da desvalorização da categoria, principalmente por parte do Governador. A mesa de negociação salarial dos servidores da saúde está parada desde março e no final de outubro o governo negociou, em separado, aumento de 31% para os médicos”, disse Ludmila Outtes, integrante do Movimento Luta de Classes e uma das organizadoras da assembleia. “Fora isso, ainda recebemos a informação, por fonte da própria Secretaria de Saúde, de que o adicional de gratificação de plantão pros odontólogos é quase três vezes maior do que o dos enfermeiros, porém as duas categorias pertencem ao mesmo nível profissional no vínculo com a Secretaria de Saúde, e a gratificação dos dois deveria ser a mesma. Por isso, lutamos também pela equiparação na gratificação de plantão”, completou.

Em frente à sede do Governo, os enfermeiros se reuniram e realizaram um ato com faixas, cartazes e carro de som, denunciando a desvalorização da categoria, que é uma das mais importantes para o funcionamento do hospital. No final da manhã, uma comissão dos trabalhadores foi recebida pelo secretário executivo da secretaria da Casa Civil, Marcelo Canuto, que se comprometeu a dar uma resposta sobre as reivindicações da categoria. “Estamos no aguardo e já prontos para um novo protesto, caso a resposta seja negativa para os enfermeiros, quem sabe até uma greve. Sabemos que as medidas que estão sendo adotadas pelo Governo Federal vão tornar as coisas cada vez mais difíceis pros trabalhadores, então essa é a hora de reagir e de cobrar nossos direitos. A categoria está despertando pra luta”, afirmou Marina Magalhães, que também estava à frente da mobilização.

Redação Pernambuco

Outros Artigos

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes