TwitterFacebook

Ato em frente ao consulado dos EUA denuncia bloqueio contra Cuba

Ato em frente a embaixada dos EUA em Recife. Foto: Emanuele Rodrigues

Aconteceu na frente do Consulado dos EUA em Pernambuco hoje (15) às 10h30 um ato público pelo fim do criminoso bloqueio econômico, financeiro e comercial contra o povo e o governo revolucionário de Cuba. O país é um exemplo para toda a classe trabalhadora da possibilidade concreta de acabar com a fome e com a miséria em uma sociedade e ainda ser solidário com outras populações.

Esta é uma realidade, como bem afirmou Frei Beto, em recente artigo: “O exemplo da Revolução Cubana incomodou muito os EUA durante 60 anos. Eles aplicaram um bloqueio injusto, criminoso e cruel, agora intensificado na pandemia. Bloqueio e ações restritivas que nunca realizaram contra nenhum outro país, nem contra aqueles que consideram seus principais inimigos. Portanto, tem sido uma política perversa contra uma pequena ilha que apenas aspira a defender sua independência, sua soberania e construir a sua sociedade com autodeterminação, segundo princípios que mais de 86% da população têm apoiado.”

Os manifestantes de mais de uma dezena de entidades que compõem o Fórum de Entidades e partidos políticos solidários com Cuba, como o Centro Cultural Manoel Lisboa de Pernambuco (CCML), MST, UP, PCB, PCR, União dos estudantes de Pernambuco (UEP), União dos Estudantes Secundaristas de Pernambuco (UESPE), Levante da Juventude, UJR e UJC queimaram uma Bandeira dos EUA e discursaram repudiando a ingerência dos EUA contra o estável e pacífico governo de Cuba. Os EUA vem financiando mercenários para constituírem uma “oposição” ao governo com o objetivo de tentar de reimplantar um governo tirano, pró-governo dos EUA.

Ato em frente a embaixada dos EUA em Recife. Foto: Emanuele Rodrigues

Apressados, os funcionários do consulado fotografavam e gravavam todos os discursos e os oradores em resposta afirmavam: “podem fotografar e gravar, mas, por favor, enviem tudo para a embaixada, para a Casa Branca e para o Congresso dos EUA, para que cessem suas maldades contra Cuba, que pratica solidariedade para com todo o mundo por meio da sua brigada médica Henry Reeve, salvando vidas.”

Também recitaram poesias e expressaram sua solidariedade ao povo cubano e ao seu governo. Cantaram inúmeras palavras de ordens como:

Cuba, sim! Ianque não!

Viva Fidel e a Revolução!

Redação PE

Print Friendly, PDF & Email
classic-editor-remember:
classic-editor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações