TwitterFacebook

Documentário produzido por estudantes narra luta contra intervenção no CEFET-RJ

MEMÓRIA. Documentário foi produzido pelo Diretório Central dos Estudantes do Cefet-RJ (Foto: Reprodução)

O filme foi produzido para mostrar os atos antidemocráticos cometidos pela intervenção dentro da instituição e mostra a resistência por parte daqueles que a combateram.

Igor Barradas | Redação Rio


JUVENTUDE – O documentário “Autonomia em risco – relatos da intervenção”, produzido pelo Diretório Central dos Estudantes do Cefet-RJ, foi desenvolvido com o intuito de narrar a intervenção do MEC ocorrida ao longo dos anos na instituição de ensino. Há exatos dois anos, em agosto de 2019, com base em um decreto inconstitucional publicado pelo presidente Jair Bolsonaro, Maurício Aires Vieira foi para o cargo de diretor-geral pro tempore do CEFET-RJ.

O filme retrata as intenções da gestão golpista em destruir a instituição através de um projeto de sucateamento. Inúmeros diretores eleitos democraticamente pela comunidade foram exonerados. A intervenção também devolveu 12 milhões de reais de verba pública destinada para a instituição de volta à união, afetando alunos que perderam bolsas.

O presidente do DCE do CEFET-RJ entre 2019 e 2021, Christian Vincenzi, fez um depoimento para o Jornal A Verdade sobre a motivação da produção deste documentário: “O documentário foi criado principalmente com a ideia de preservar a memória contra a luta da intervenção. A luta contra a intervenção foi uma luta difícil. Tivemos que fazer um esforço de mobilização da comunidade interna. Esse documentário visa registrar e relatar o que aconteceu com o ponto de vista do DCE, que foi o principal processo. Em 40 minutos de filme, quem assistir estará aprendendo muito. Para além disso, o documentário serve para fortalecer as gerações futuras para a luta, para a resistência, para entender que é possível derrubar uma intervenção.”

(Foto: Reprodução)

Documentário demonstra que a luta organizada pôs fim a intervenção fascista

Logo no primeiro dia de seu expediente, Maurício Vieira foi surpreendido por dezenas de estudantes que impediram sua passagem na instituição. Foi formada uma barreira humana na diretoria da instituição federal. Ao mesmo tempo em que os golpistas tentavam avançar com a intervenção, os estudantes e os trabalhadores estavam na linha de frente para restaurar a autonomia da instituição. A cada ataque, o movimento estudantil fortalecia suas denúncias e ações.

No dia 21 de Março de 2021, a intervenção no Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca foi derrotada. Esse documentário, produzido pelos próprios estudantes, demonstra a força do movimento estudantil, fazendo um chamado à luta organizada e comprovando que a juventude pode destruir qualquer força reacionária que surgir.

Assista o documentário: https://www.youtube.com/watch?v=L155OTDo0r0

Print Friendly, PDF & Email
classic-editor-remember:
block-editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações

%d blogueiros gostam disto: