UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sexta-feira, 21 de junho de 2024

Movimento Olga Benário toma posse no Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência contra a Mulher do RN

Eleito para compor uma das cadeiras do Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência contra a Mulher do RN, o Movimento de Mulheres Olga Benário soma forças no enfrentamento da violência doméstica, familiar e na construção de políticas públicas para as mulheres do Rio Grande do Norte.

Kivia Moreira* | Natal


MULHERES No dia 03 de abril, ocorreu a plenária de eleição das nove cadeiras dispostas para entidades, organizações e movimentos que fazem a luta das mulheres com perspectiva de compor o comitê estadual de enfrentamento da violência doméstica e familiar contra as mulheres (CEAV) do Governo do Estado do Rio Grande do Norte. 

No espaço, o movimento de mulheres Olga Benário foi eleito para compor uma das cadeiras do comitê, havendo direito de eleger uma delegada e suplente à pasta. O CEAV tem objetivo de conduzir e promover a atuação dos órgãos colegiados em defesa dos segmentos vulnerabilizados da sociedade potiguar.

De acordo com Yasmin Paz, militante do movimento Olga Benário e uma das componentes da cadeira do comitê, “Ocupar uma cadeira no Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres é de extrema importância para que possamos expandir a luta das mulheres e contribuir na construção de políticas públicas que realmente alcancem todas as vítimas de violência de gênero e garantam a sua proteção e amparo.”

Desde 2019, há reuniões do comitê para debater e promover ações de combate à violência às mulheres. Dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed/RN), apontam que, nos dois primeiros meses de 2023, os registros de violência no estado aumentaram em todos os tipos de agressão (física, psicológica, sexual e patrimonial), passando de 1.414 para 1.930, num aumento de 36,5%. 

Em comparação, foram 829 vítimas de ameaça entre janeiro e março, contra 653 no mesmo período do ano de 2022. 

Dessa forma, o Movimento de Mulheres Olga Benário soma forças no enfrentamento da violência doméstica, familiar e na construção de políticas públicas para as mulheres do Rio Grande do Norte.

 *Kivia Moreira é militante do Movimento de Mulheres Olga Benário

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes