UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sexta-feira, 12 de abril de 2024

Estante Comunitária em São Gonçalo traz cultura popular e literatura para a cidade

A Estante Comunitária Carolina Maria de Jesus é um projeto idealizado pelo comerciante e militante cultural Adelino Góes, que tem como objetivo resgatar o hábito da leitura e a cultura no município de São Gonçalo, RJ.

Gustavo Reis | São Gonçalo*


LUTA POPULAR – São Gonçalo, município no Estado do Rio de Janeiro, possui uma população superior a diversas capitais no país, com quase 1 milhão de habitantes. No entanto, enfrenta uma carência significativa de livrarias comunitárias e sebos. A livraria de rua Estante Comunitária Carolina Maria de Jesus, localizada no Centro, tem como objetivo promover a cultura e incentivar a leitura entre a população.

O nome da estante é uma justa homenagem a Carolina Maria de Jesus, uma mulher negra que, apesar de ter tido apenas dois anos de estudo formal, se tornou uma das escritoras mais importantes do país.

Além de incentivar a leitura, a Estante Comunitária também é conhecida como um espaço de cultura, encontros, militância política e promove a divulgação dos autores locais, desconhecidos do grande público, como Paulinho Freitas, autor dos livros Coisas do Tigre e Coisas de Zé, Gilvan Carneiro e muitos outros.

Durante as últimas eleições presidenciais de 2022, o local desempenhou um papel ativo na campanha contra o candidato fascista, demonstrando seu engajamento político. A estante também realiza atividades em parceria com diversos movimentos sociais, como o evento comemorativo do Aniversário de 135 anos da Abolição da Escravidão, realizado em conjunto com o Movimento Negro Perifa Zumbi.

Antes da criação da estante, Adelino já organizava eventos culturais, como apresentações musicais, artes plásticas, oficinas de dança, entre outros. Segundo ele, a eleição de Bolsonaro para a presidência do Brasil em 2018 foi o ponto de partida para esse projeto literário, pois percebeu a importância do acesso à leitura para evitar que as pessoas caiam em mentiras, como as propagadas durante a campanha do ex-presidente fascista e do atual prefeito de São Gonçalo, que prometeu acabar com as barricadas na cidade em sua campanha a candidatura.

Assim, fazendo uma analogia a essa campanha, o lojista criou sua “Barricada dos Livros, Cultura e Conhecimento” e planeja expandir essa iniciativa para outros pontos da cidade. Adelino acredita que proporcionar o acesso à leitura à população gonçalense é um caminho para mudar a realidade dessas pessoas, tornando-as mais críticas e imunes a discursos políticos tendenciosos e falsos.

A Estante Comunitária Carolina Maria de Jesus, que já conta com um acervo de aproximadamente 3.500 títulos e outros 2.000 que estão sendo catalogados representa um esforço importante para resgatar o hábito de leitura e promover a cultura em São Gonçalo. Diante da escassez de livrarias comunitárias e sebos na região, esse espaço se destaca como uma opção valiosa para os moradores locais terem acesso a livros e conhecimento.

Além disso, a Estante Comunitária também se envolve em atividades culturais e manifestações políticas, demonstrando um compromisso com a conscientização e o engajamento da comunidade. Com sua iniciativa, Adelino Góes busca não apenas combater a desinformação, mas também criar um ambiente de inclusão e valorização da diversidade cultural.

O comerciante deseja levar essa inspiradora iniciativa para mais pontos da cidade, ampliando o acesso à leitura em São Gonçalo. Dessa forma, muitas outras pessoas, como Carolina Maria de Jesus, terão a oportunidade de ter suas vidas transformadas por meio do acesso ao conhecimento.

*Militante da Unidade Popular e Movimento Negro Perifa Zumbi, São Gonçalo, RJ.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes