UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sábado, 18 de maio de 2024

MLB: 25 anos de luta pela reforma urbana e o socialismo

Coordenação Nacional do MLB


LUTA POPULAR – “Eu tô na luta é pra vencer, sou de ação, sou do MLB!”. Com essa palavra de ordem, a Coordenação Nacional do Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB) e centenas de militantes reunidos em plenária realizada na cidade do Recife, no último dia 31 de janeiro, convocaram o 6º Congresso Nacional do Movimento. O evento será realizado no Estado de Minas Gerais, palco de inúmeras lutas das famílias do MLB, como as Ocupações Eliana Silva, Paulo Freire, Manoel Aleixo, Carolina Maria de Jesus e Maria do Arraial.

No marco dos seus 25 anos de luta, o MLB convoca seu congresso reafirmando o compromisso com os trabalhadores e o povo pobre, reafirmando a necessidade de construir o socialismo como única forma de acabar com as constantes crises do capitalismo, acabar com tanto sofrimento e garantir uma vida justa.

O Congresso Nacional do MLB será um importante momento para avançar nas lutas, impulsionar as mobilizações e garantir mais e maiores conquistas para as famílias trabalhadoras das periferias brasileiras. No entanto, isso só é possível através de um grande trabalho coletivo, do qual participe cada núcleo e cada família organizada pelo MLB no país.

É parte fundamental do congresso cada reunião, assembleia e plenária que será realizada nos próximos meses, o estudo da cartilha do MLB, das teses do congresso e do jornal A Verdade em todas as reuniões. Nas ocupações e lutas que já estão sendo organizadas, é necessário garantir o pagamento da contribuição da carteirinha do MLB para nossa autossustentação, assim como realizar as etapas municipais, regionais e estaduais do congresso. Com a força de milhares de famílias, faremos do 6º Congresso do MLB um marco na luta pela reforma urbana e pelo socialismo em nosso país!

25 anos de luta 

Em 2024, o MLB, fundado em 1999, em Pernambuco, completa 25 anos de luta, de resistência e de muitas vitórias. “O MLB sempre teve como característica a combatividade e uma política revolucionária. Por isso, sempre viu na organização das famílias trabalhadoras das periferias e dos bairros populares a maior força do movimento e nas ocupações urbanas sua principal ferramenta de luta. Dessa forma, foi possível desenvolver um trabalho em nível nacional, que já conquistou moradia para mais de 30 mil famílias pobres”, cometa Kleber Santos, da Coordenação Nacional. 

O crescente número de ocupações realizadas pelo MLB em diversos estados evidencia o acerto da linha política e de ação do Movimento, assim como algumas conquistas emblemáticas ocorridas recentemente, como as entregas de dois conjuntos habitacionais em Recife, totalizando mais de 500 unidades.

Comprovando na prática o lema “Quem luta, conquista!”, o MLB ainda conquistou, em 2023, através das ocupações, seis imóveis para a construção de moradias populares pelo programa Minha Casa, Minha Vida, que irão contemplar cerca de mil famílias em várias cidades brasileiras.

Em defesa do socialismo

Apesar de diversos avanços na luta do MLB, os últimos anos não foram fáceis e os próximos também não serão. Pouco mais de um ano após a vitória eleitoral sobre Bolsonaro e sua corja de corruptos e fascistas, a vida do povo brasileiro continua muito difícil, como demonstra o fato de cerca de 21 milhões de pessoas ainda passarem fome e 70 milhões não saberem o que vão comer no dia seguinte.

Para demonstrar o drama vivido pelas famílias trabalhadoras em nosso país, basta olhar para o salário-mínimo de R$1 .412,00. Somente a Cesta Básica Nacional, composta por alimentos e outros produtos suficientes para a sobrevivência de um adulto durante 30 dias, custa, em média R$ 772,98. Soma-se a isso o valor do aluguel, e aí o salário acaba…

Por isso, o MLB esteve na linha de frente da luta para derrotar os fascistas nas últimas eleições presidenciais e para impedir a tentativa de golpe realizada em janeiro de 2023. Seguimos nas ruas, organizando os trabalhadores e construindo a unidade entre os movimentos sociais, para dar continuidade à luta pela prisão de Bolsonaro e de todos os seus cúmplices. 

Enquanto vivermos no capitalismo, a luta dos trabalhadores é a única forma de garantir conquistas reais e combater a exploração dos patrões. Nessa luta, podemos organizar o povo para compreender os motivos de tanta exploração e tomar o poder e construir uma sociedade justa, ou seja, uma sociedade socialista”, afirma Poliana Souza, coordenadora geral do MLB.

Matéria publicada na edição nº 287 do Jornal A Verdade.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes