UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

domingo, 4 de dezembro de 2022

MOSTRANDO RESULTADOS PARA:

Eleições marcam avanço do fascismo na Hungria

Em 12 anos de governo, Orbán perseguiu comunistas, sindicalistas e demais opositores, controlou imprensa e universidades, discriminou imigrantes africanos e asiáticos e criou leis para reprimir a população LGBT.

Novidades