UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quinta-feira, 6 de outubro de 2022

MOSTRANDO RESULTADOS PARA:

Mulheres trabalhadoras se preparam para Encontro Internacional

Coordenação Nacional do Movimento de Mulheres Olha Benario Brasil No dia 07 de maio, o Comitê Preparatório do 3º Encontro de Mulheres Latino-americanas e Caribenhas realizou...

A importância da organização das mulheres

Carolina Vigliar Carolina de Mendonça São Paulo Por que precisamos organizar as mulheres? Nós, mulheres trabalhadoras, somos a parcela mais empobrecida e explorada pelo sistema capitalista. Além de...

Metroviários do Recife lutam contra privatização

Redação PE O metrô do Recife transporta diariamente 400 mil usuários. Inaugurado em 1985, sempre foi público e é operado pela Companhia Brasileira de Trens...

Exploração e precarização dos trabalhadores do porto de Santos

Joel Moraes Silva, trabalhador portuário Cadu Machado, jornalista Preste atenção nestas manchetes: “Santos registra lucro líquido recorde de R$ 202,5 milhões em 2020” – Ministério da Infraestrutura...

Papa Francisco: “Os comunistas pensam como os cristãos”

José Levino Historiador A deturpação da realidade para servir a interesses de classe ou a objetivos pessoais não é coisa nova. Apenas o nome mudou, de...

Chegou A Verdade quinzenal

Uma vitória da imprensa popular e socialista EDITORIAL A primeira edição do jornal A Verdade foi lançada em dezembro de 1999, com a manchete “FHC: o...

Jornal A Verdade: Edição 243, Outubro de 2021

Jornal A Verdade: Edição 243, Outubro de 2021. Edição online disponível no site.

Jornal A Verdade: Edição 242, Setembro de 2021

Edição online do Jornal A Verdade: Edição 242, Setembro de 2021

Pátria não é povo passando fome e trabalhadores sem direitos

Enquanto 14 mil famílias são despejadas no Brasil, três filhos do presidente compram mansões em Brasília. Essa é a pátria amada que o fascista, os partidos do Centrão e os generais defendem: 19,1 milhões vivendo na extrema pobreza e 42 bilionários aumentando suas fortunas diariamente.

Governo coloca em risco a saúde indígena

Em um país no qual atualmente residem cerca de 897.000 pessoas indígenas, de mais de 300 etnias diferentes, a invisibilidade social das pautas dos povos originários no Brasil beira o desprezo. Ora, se objetivamos mudar a ordem estabelecida – o descaso em relação à luta indígena e suas subjetividades – é preciso colocarmos luz nas questões sócio-históricas dessa parcela da população.

Contribuição regular: condição essencial para a vitória da classe trabalhadora

A imensa maioria da população do nosso país se encontra sob uma terrível exploração, sem ter onde morar, um imenso número sem emprego e milhares de pessoas sem ter comida na mesa, enquanto o país entrega suas riquezas a monopólios capitalistas estrangeiros e metade do orçamento aos banqueiros internacionais.

Novidades