TwitterFacebookGoogle+

Sintracon e UP realizam a 1ª Conferência dos Trabalhadores

A primeira conferência debateu os direitos dos trabalhadores da construção civil e os ataques promovidos pelos banqueiros e ricos do país.

Redação Caruaru 
Jornal A Verdade


Foto: Jornal A Verdade

CARUARU – Nos dias 12 e 13 de setembro, aconteceu a 1° Conferência Municipal dos Trabalhadores da Construção Civil de Caruaru com o tema “Direitos e deveres dos trabalhadores”, foram dois dias de muito conhecimento e aprendizado.

Na mesa de abertura, estiveram presentes Antônio Lira, Presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Limpeza Urbana de Caruaru e Região; Julyanna Morais, militante da UJR; Manoel Ayres e Thiago Santos, do Diretório Estadual da Unidade Popular; Henrique Ramos, presidente do e Lene Correia, representando o jornal A Verdade. Coordenando a mesa, o diretor do Sintracon e coordenador do Movimento Luta de Classes, Samuel Timóteo.

Foi feita uma saudação aos trabalhadores presentes e reafirmada a importância da Conferência diante da conjuntura do nosso país, tendo em vista as percas trabalhistas no governo antitrabalhador e antipovo.

No primeiro dia, foram debatidos o retrocesso e os cortes nos direitos trabalhistas no país e a tarefa de organizar a classe. No segundo dia, na parte da manhã, foi discutida a saúde do trabalhador e tivemos uma palestra sobre o setembro amarelo, prevenção do suicídio, sabendo que o número de suicídios tem aumentado nos últimos anos. Para discutir e informar sobre o assunto, estiveram presentes Alcilane Bezerra, psicóloga; Carvalho Filho, técnico em segurança; Lilian Galindo, enfermeira do trabalho; Adriana, psicóloga; Luana Levenca, nutricionista; Daniela Barbosa, medicina alternativa; Annaic Huyaara, biomédica e responsável pelo +Exames.

A nutricionista Luana Levenca afirmou: “Uma boa alimentação é essencial para termos energia e saúde, precisamos comer bem, comer mais frutas, verduras, menos sal e açúcar e é essencial que façamos exercícios físicos diários. Alimentos como peixes, ovos, chocolates, entre outros, ajudam no combate à depressão”. Já a psicóloga Alcilane Bezerra, nos lembrou que é preciso sermos mais companheiros uns dos outros, ter empatia é essencial. A também psicóloga Adriana Oliveira disse: “Não somos super-homens e mulheres, precisamos ser nosso melhor amigo. É preciso nos olhar no espelho e nos enxergar além, ver o nosso interior”.

Daniela Barbosa falou sobre medicina alternativa e seus benefícios. À tarde, Valéria Pires, coordenadora do Movimento de Mulheres Olga Benario, falou: “A situação da mulher na sociedade tem se tornado cada dia mais difícil. Somos mais de 50% da população e da classe economicamente ativa, temos uma jornada dupla de trabalho. Os homens, sendo oprimidos em seu espaço de trabalho, acabam reproduzindo no seu lar, deixando para as mulheres todo o serviço da casa e dos filhos e isso é uma questão cultural. Por isso, é fundamental que possamos ter representatividade nos espaços de luta e na organização dos trabalhadores. Combater o machismo é uma tarefa de todos!”.

No momento em que vivemos uma falta de expectativa na organização coletiva dos trabalhadores, a 1° Conferência dos Trabalhadores da Construção Civil é importante pelo fato de promover uma reflexão acerca de se manter a esperança na ação coletiva, tendo em vista o autocuidado e o cuidado com o próximo. É de extrema importância que, diante da retirada de direitos, haja espaços para discussão e informação para a classe trabalhadora. Cada participante saiu dessa atividade com a tarefa de multiplicar conhecimento e de construir juntos uma frente de luta por melhores condições de trabalho e de vida.

Print Friendly, PDF & Email
pvc_views:
13

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações