UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sexta-feira, 2 de dezembro de 2022

“A opinião pública não deve decidir sobre uma guerra”, afirma secretário de defesa dos EUA

Guerra no AfeganistãoSegundo pesquisa nacional realizada pelo New York Times\CBS News, em apenas quatro meses a oposição dos norte-americanos à guerra disparou de 53 para 69 por cento da população. Mas, segundo o secretário de defesa dos EUA, Leon Planetta, a opinião popular não faz diferença.

“Não podemos lutar em guerras baseados em pesquisas de opinião”, afirmou o secretário. “Se fizermos isso, estaremos em grandes dificuldades. Devemos operar baseados naquilo que acreditamos ser a melhor estratégia para alcançar a missão em que estamos envolvidos.”

Planetta disse que a missão no Afeganistão era salvaguardar o povo estadunidense e se certificar de que o país nunca mais se tornaria um “porto seguro” para talibãs e a al-Qaeda.

Mas a rejeição à guerra ultrapassa até mesmo as linhas partidárias, sendo que 60 por cento dos republicanos e 68 por centro dos democratas concordam que a guerra é um fracasso. Outra pesquisa realizada também pelo New York Times\CBS News mostrou que 60 por cento do entrevistados acreditam que essa guerra não vale a pena.

As afirmações de Planetta foram aplaudidas pelo ministro da defesa do Canadá, Peter Mackay, que tem mil tropas no Afeganistão. “Pesquisas de opinião são para cachorros”, afirmou Mackay, parafraseando o ex-primeiro ministro canadense John Diefenbaker, que também não dava a mínima para a opinião popular e certa vez afirmou: “Os cachorros sabem melhor o que fazer com pesquisas de opinião”.

Glauber Ataide, com informações de RT

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes