UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

domingo, 3 de julho de 2022

Mãe sem-teto condenada a 5 anos por desejar melhor educação para o filho

Mãe sem-teto condenada a 5 anos de prisão por desejar melhor educação para o filhoUma mãe foi condenada a cinco anos de prisão nos EUA por matricular seu filho de seis anos de idade na escola de um distrito diferente daquele em que ela morava. Tonya McDowell enviou seu filho para uma escola de Norwalk, Connecticut, ao invés de uma escola no distrito de Bridgeport.

A mãe, de 34 anos, que era sem-teto ao ser presa por furto no ano passado, disse que queria apenas a melhor educação possível para seu filho.

As autoridades afirmaram que ela usou o endereço de uma babá para matricular seu filho no jardim de infância em Norwalk quando ela poderia fazê-lo em Bridgeport, seu último endereço permanente.

Seu caso atraiu atenção nacional e apoio de ativistas dos direitos humanos que pediram que seu caso fosse anulado.

McDowell disse à polícia que ela estava morando numa van e que ocasionalmente dormia num abrigo em Norwalk ou na casa de uma amiga em Bridgeport, quando matriculou seu filho na escola Brookside Elementary School, em Norwalk.

Em um caso separado, ela também foi condenada por venda de drogas, e foi condenada a um total de 12 anos de prisão, tendo que cumprir cinco anos em cárcere e mais cinco anos em liberdade condicional.

O advogado de McDowell, Darnell Crosland, afirmou que “ninguém deve ser preso por roubar uma educação gratuita. Isso é totalmente errado.” A condenada terá que pagar o valor de $6.200,00 dólares para restituir a “educação roubada” de seu filho.

O caso de McDowell é ilustrativo da situação de milhões de estadunidenses que vem sofrendo com o ônus da crise capitalista. Discriminada por ser mulher, negra e sem-teto, ela é condenada, de um lado, por querer que seu filho tenha uma vida melhor do que a sua e, por outro, por situações criminosas a que vários trabalhadores desempregados são lançados por não conseguirem outro meio de sustento da própria vida.

Mário Lopes, com informações de Daily Mail

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes