TwitterFacebook

Preços dos alimentos sobem em 15 capitais

Preços dos alimentos sobem em 15 capitaisDe acordo com a Pesquisa Nacional da Cesta Básica, realizada pelo Dieese durante o mês de abril em 17 capitais, os preços dos alimentos básicos tiveram alta em 15. As maiores altas ocorreram em Manaus (3,80%), Fortaleza (3,54%), Natal (2,93%) e Salvador (2,84%). São Paulo continua a ser a capital com os alimentos mais caros do país (R$ 277,27 pela cesta básica), seguida por Porto Alegre (R$ 268,10), Manaus (R$ 267,19) e Vitória (R$ 262,14).

O aumento dos preços dos alimentos em todo o país significa uma piora na situação dos trabalhadores e uma efetiva desvalorização do salário mínimo que é hoje R$622,00, suficiente para comprar apenas duas cestas básicas.

O trabalhador precisou cumprir, em abril, tendo como base o salário mínimo, uma jornada de 85 horas e 53 minutos, para comprar uma cesta básica. Levando em conta o salário líquido, este mesmo trabalhador, em abril deste ano, gastou 42,43% de seus vencimentos com a compra da cesta básica.

Porém, o valor do salário mínimo, de acordo com a constituição, deveria ser o suficiente para suprir as despesas de um trabalhador e sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência. Segundo os cálculos do mesmo Dieese para atender a essas necessidades, em abril, o salário mínimo deveria ser de R$ 2.329,35, o que corresponde a 3,74 vezes o mínimo atual.

Wanderson Pinheiro, São Paulo

Print Friendly, PDF & Email
dsq_thread_id:
689671938
pvc_views:
867

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações