UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

terça-feira, 5 de julho de 2022

Esquema na entrega de casas populares em Patos tem prejudicado quem de fato precisa

Esquema de entrega de casas populares em Patos, PBO caso da senhora Luciana Ferreira, 41 anos, mãe solteira de três filhos, residente na Quadra A, lote 25 no Conjunto Geralda Medeiros, pode ser comparado aos inúmeros casos que foram denunciados ao Ministério Público em busca de solução para reparar uma injustiça. Luciana mora de favor em uma das casas que foi parar na mão de quem não precisa de moradia. Agora o “dono” da casa a quer de volta e busca na justiça ordem de desejo para Luciana e seus três filhos. Vivendo de bico através de faxinas em residências, de contribuição de pessoas da Igreja, Luciana é mais uma vítima da política de moradia em Patos.

Dona Luciana não foi contemplada com moradia através dos programas sociais dos governos, apesar de se encaixar perfeitamente nos requisitos para receber. O dono da casa, ao contrário de Luciana, recebeu a moradia popular devido à aproximação com políticos influentes na distribuição de casas. Como o “dono” não precisava de residência emprestou para que Luciana morasse temporariamente até que ele desejasse ter de volta a casa. Passados quase três anos, o “dono” volta e pede na justiça que Luciana seja despejada.

Assistentes Sociais da Companhia Estadual de Habitação Popular – CEHAP tomaram ciência do caso e comprovaram que quem de fato precisa da casa é Luciana e seus filhos, mas todos os documentos estão em nome do cidadão que foi contemplado com a casa. O caso agora está na justiça. O receio de Luciana é de que ela seja expulsa da residência com seus filhos passando a engrossar a fila dos sem-teto.

O caso relatado é semelhante a outros inúmeros denunciados junto ao Ministério Público. Enquanto quem não precisa de moradia popular recebeu generosamente casas, outros, como no fato relatado, enfrentam dificuldades para moradia indo constituir favelas na cidade de Patos e no país.

Fonte: PatosOnline.com

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes