UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sábado, 26 de novembro de 2022

PCR promove debate pela abertura dos arquivos

Pelo direito à verdade! Punição aos torturadores da ditadura militar!No dia 20 de junho, às 19h, no auditório da Câmara Municipal de São Bernardo, com a participação de cerca de 80 companheiros e companheiras, foi realizado o debate “A Comissão da Verdade e a abertura dos arquivos da ditadura”. O encontro contou com debatedores que constroem essa luta no Brasil, como o presidente do Fórum dos Ex-presos e Perseguidos Políticos de São Paulo, o histórico líder ferroviário e fundador da ALN Rafael Martineli, o vereador de São Bernardo do Campo e líder metalúrgico do ABC na década de 1970 Wagner Lino, o vice-presidente da UNE, Yuri Pires, e Wanderson Pinheiro, do PCR.

O debate ocorreu num grande clima de combatividade gerado pelos vídeos em homenagem aos heróis que lutaram contra a ditadura e pelos poemas recitados por militantes da UJR e do MLB, além das palavras de ordem.

Em sua fala, Martineli destacou que “é preciso construir a organização política tendo claro quem é o nosso inimigo, a burguesia; é preciso fazer como os partidos comunistas do mundo faziam até a morte de Stálin, fazer a educação revolucionária, e não como fizeram os revisionistas, negando a perspectiva de uma revolução armada; foi isso que enfraqueceu a resistência à ditadura”

Wagner Lino alertou para os cuidados com a segurança: “Na organização revolucionária é preciso que cada militante saiba apenas o essencial para o seu trabalho”.

Já  Wanderson Pinheiro afirmou: “O que foi derrotado não foi a política revolucionária e sim o revisionismo daqueles que abriram mão da luta de classes”.

Uma conclusão importante do debate foi a necessidade de se fazer da luta pela abertura dos arquivos uma luta que mobilize a sociedade para avançarmos além do que já conquistamos. Precisamos fazer que a verdade venha à tona e que se julguem os assassinos e torturadores da ditadura. Por isso, ao final foram encaminhadas propostas no sentido de se desenvolver a luta pela abertura dos arquivos da ditadura na região do ABC.

Ao final, todos os presentes se levantaram e cantaram a Internacional Comunista.

Redação SP

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes