UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

domingo, 2 de outubro de 2022

Rubens Paiva foi assassinado no Exército

rubens paiva

“Rubens Paiva foi assassinado no Exército”.  A afirmação é do coordenador da Comissão Nacional da Verdade, Claudio Fonteles, que, nos próximos meses, divulgará documento de sua autoria elucidando, com provas, que o deputado federal Rubens Paiva foi morto sob torturas por agentes da Ditadura Militar no interior do DOI-Codi do Rio de Janeiro, em janeiro de 1971, aos 41 anos de idade. A versão oficial que o Exército mantém até hoje é que Paiva fugiu das mãos dos militares.

Claudio Fonteles informa, no entanto, de que ainda não há pistas sobre a localização do corpo do ex-deputado. Em novembro, a Folha de São Paulo revelou que documentos entregues à Polícia Civil do Rio Grande do Sul pela família do coronel Júlio Miguel Molinas Dias, morto a tiros quando chegava a sua casa, em Porto Alegre, ajudariam a confirmar a morte de Paiva nas mãos da Ditadura Militar. Dias comandou o DOI-Codi do Rio de Janeiro no fim da década de 1970 e início dos anos 1980.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes