UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sexta-feira, 1 de julho de 2022

Relatório das cidades-sede da Copa das Confederações

Para Romário, "a Fifa poderia ganhar um pouco menos para que o brasileiro possa participar", pois se a FIFA conseguir barra a meia-entrada "essa não vai ser a Copa do povo brasileiro."A Copa das Confederações foi evento muito esperado pelo governo brasileiro. A pressão social gerada pela inflação, do povo teria como uma válvula de escape a seleção de futebol. Entretanto, a luta popular colocou em segundo plano o futebol.

Em cartazes pelo Brasil podia se ler: “Queremos padrão Fifa para saúde e educação” ou “Da Copa eu abro mão, eu quero dinheiro para saúde e educação”.

A tabela abaixo mostra a relação de gastos nos estádios da Copa das Confederações:

ARENA CUSTO – R$ CAPACIDADE CUSTO P/ASSENTO R$
Mané Garrincha 1.202.466.858,18   71.000 16.936,15
Mineirão 677.353.021,85 64.184 10.553,30
Arena Pernambuco 500.200.000,00 46.000 10.873,91
Maracanã 1.015.000.000,00  78.800 12.880,00
Arena Castelão 518.606.000,00 60.326  8.596,72
Arena Fonte Nova 591.700.000,00 55.000 10.758,18

Para o ex-jogador e atual deputado federal Romário (PSB-RJ), que organizou este relatório, os gastos foram uma fortuna: “Os dados oficiais sobre gastos, obtidos no Portal da Transparência, da Controladoria Geral da União, não deixam dúvidas sobre a exorbitância dos gastos do estádio de Brasília”.

O relatório ainda avalia o atraso das obras, que tinham previsão de entrega para 2012.

Observando a tabela, percebemos que a revogação do aumento das passagens não precisa vir da saúde e da educação, como ameaçaram o governador paulista Geraldo Alckmin e o prefeito paulistano Fernando Haddad. A questão é mais profunda que isso. Podemos, sim, ter os nossos problemas resolvidos se forem prioridade e os gastos dos cofres públicos não forem baseados no lucro de uma minoria.

O relatório foi organizado pelo deputado federal Romário de Souza Faria. Pode ser acessado na íntegra em: http://www.romario.org

Ricardo Senese, São Paulo

 

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes