UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quinta-feira, 30 de junho de 2022

Trabalhadores vão às ruas de Belém no dia nacional de paralisação

Trabalhadores vão às ruas de Belém no dia nacional de paralisaçãoEm Belém, mais de 1.500 pessoas participaram de manifestação referente ao Dia Nacional de Luta da Classe Trabalhadora convocada pelas centrais sindicais de todo o país.

Por volta das 8 horas da manhã as pessoas começaram a se concentrar em frente a sede da prefeitura de Belém onde uma comissão de representantes das centrais sindicais e dos movimentos sociais foi recebida pelo prefeito Zenaldo Coutinho (PSDB).

Desde o mês de junho a juventude tem ido às ruas exigir, sem sucesso, a redução da tarifa no transporte coletivo da cidade. O prefeito tem se recusado a atender a reivindicação do movimento que se intitulou Belém Livre. Em reunião com as centrais hoje pela manhã, Zenaldo Coutinho prometeu estudar a possibilidade de reduzir a tarifa que hoje é de R$2,20. Raquel Brício, militante da União da Juventude Rebelião, presente na reunião representando os estudantes falou: “Gostaríamos de pedir o congelamento da passagem de ônibus no valor de R$ 2,00 durante dois anos. Eu sei como diminuir isso, é só diminuir o lucro dos empresários. Basta criar uma empresa estatal de transporte público”.

Em passeata os manifestantes seguiram pelas ruas do centro de Belém em direção ao Centro Integrado do Governo na intenção de entregarem uma pauta de reivindicações ao governo do estado. Um ato de repúdio a Rede Globo ainda foi realizado na frente da Tv Liberal (afiliada da Globo no Pará) com palavras de ordem como: “Globo fascista, e sensacionalista” e “O povo não é bobo, abaixo a Rede Globo”.

Trabalhadores da Cosanpa (Companhia de Saneamento do Pará) que entraram no 38° dia de greve engrossaram as fileiras da passeata, assim como diversas categorias que paralisaram no dia de hoje atendendo ao chamado das centrais, a exemplo da construção civil, servidores públicos federais, bancários entre outras.

No CIG uma comissão foi recebida por representantes do governo estadual e assim como a prefeitura se comprometeram a responder à pauta de reivindicações num prazo de 15 dias. Nos próximos dias as centrais prometem reunir-se novamente para avaliar o dia de hoje.

Emerson Lira

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes