UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

domingo, 25 de setembro de 2022

Eletricitários se acorrentam dentro da empresa para garantir emprego

Eletricitários se acorrentam para garantir empregoEles decidiram se acorrentar dentro da empresa para protestar e buscar uma negociação justa visando a transferência para a Cemig Distribuição

Em nota, os trabalhadores da Cemig Serviços, que organizaram a mobilização, pedem aos companheiros eletricitários apoio e solidariedade ao movimento, que é justo e legítimo. Confira a nota:

Nós, aprovados e selecionados por meio de concurso público, fomos todos demitidos da Cemig S. A empresa foi criada em 2008 e chegou a ter mais de 200 eletricitários, com o objetivo de realizar a fatura, leitura e entrega de contas de energia aos consumidores. Em 2013 a empresa foi fechada, com a demissão de todos os concursados.

Pedimos a todos os trabalhadores solidariedade em nossa luta em defesa de nossos empregos. Nosso objetivo com essa ação é abrir o diálogo com o governador Anastasia para sermos reconduzidos para a Cemig Distribuição.

Além da mobilização, também buscamos nossos direitos na Justiça do Trabalho. O Ministério Público do Trabalho (MPT), com base em depoimentos, denúncias e reivindicações que fizemos, apresentou uma ação civil pública à Justiça do Trabalho. O MPT pede que os demitidos sejam reaproveitados na Cemig D, com a mesma alegação: eles fizeram concurso público, obtiveram o direito de trabalhar na Cemig e como manda a Constituição, trabalhadores da administração direta e indireta não podem ser demitidos arbitrariamente.

Trabalhadores/as da Cemig Serviços
10/09/2013

Fonte: Sindieletro-MG

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes