UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

domingo, 25 de setembro de 2022

Sindlimp-PE conquista Carta Sindical

Sindlimp-PE conquista Carta SindicalPara defender seus interesses e conduzir a luta por melhores salários e condições dignas de trabalho, os trabalhadores se organizam nos sindicatos. Graças à pressão da sociedade, a Constituição Federal de 1988 estabeleceu, no seu artigo 8º, inciso I, que “A associação profissional ou sindical é livre, não podendo a lei exigir autorização do Estado para a fundação de sindicato”. O mesmo artigo, porém, prevê que é necessário “o registro no órgão competente”, neste caso, o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Apesar de a lei indicar que cabe ao Ministério do Trabalho determinar a representatividade das entidades de classe, a realidade tem demonstrado que são os trabalhadores os verdadeiros detentores desta capacidade.

Um exemplo disso é o caso do Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Limpeza Urbana de Pernambuco (Sindlimp-PE). Cansada da superexploração de que é vítima, a categoria decidiu fundar um sindicato no ano de 2002, lançando-se numa longa batalha contra a traição dos sindicalistas pelegos, a truculência patronal e a burocracia no Ministério do Trabalho.

Ao longo de 12 anos, o sindicato questionou, na prática, o sistema de organização sindical vigente. Mesmo sem ter obtido o registro sindical, o Sindlimp-PE montou patrulhas de fiscalização, encaminhou denúncias ao Ministério Público do Trabalho e à Superintendência Regional do Trabalho e realizou várias greves no Recife, em Jaboatão e em Caruaru.

Depois de todas essas lutas, e de tão cristalizado o Sindicato perante o conjunto da sociedade, a Secretaria de Relações do Trabalho do TEM reconheceu o que a categoria já sabia há muito tempo, publicando no Diário Oficial da União do dia 20 de setembro de 2013, a decisão garantindo a Carta Sindical.

A história do Sindlimp-PE deve servir de exemplo a todos os trabalhadores, conscientes de que não devemos ficar à mercê da legislação ou da burocracia sindical e que é preciso, acima de tudo, organizar a luta dos trabalhadores. Ou seja, devemos buscar, com determinação, ocupar os espaços legais enfrentando com firmeza todos os obstáculos impostos pelo atual sistema de representação e pela burocracia sindical. Afinal, a luta de classes é quem legitima o sindicato junto aos trabalhadores.
Parabéns aos trabalhadores da limpeza urbana de Pernambuco!

Thiago Santos, Recife

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes