UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

segunda-feira, 3 de outubro de 2022

Centro Cultural Manoel Lisboa (PE) recebe medalha dom Hélder Câmara

ccml 01

A noite do dia 10 de Dezembro teve um tom todo especial, pois foi cenário da 13º edição da medalha de direitos humanos Dom Helder Câmara. O evento é realizado pela Comissão de Diretos Humanos da Câmara Municipal de Olinda e foi idealizado pelo vereador Marcelo Santa Cruz – PT.

Todos os anos três personalidades ou entidades são escolhidas para receber a medalha. Este ano os homenageados foram Marieta Borges, escritora e poeta que trabalhou com Dom Helder; o Centro Cultural Manoel Lisboa, por sua trajetória de luta na defesa dos direitos humanos, no resgate a memória, verdade e justiça dos desaparecidos políticos; e Elzita Santa Cruz, que no último dia 14 de outubro completou 100 anos, conhecida por todos como “a mãe dos anistiados”, e que luta até hoje para encontrar os restos mortais do seu filho Fernando Santa Cruz. A história desta luta está escrita nas páginas do livro “Onde Está Meu Filho?” – que registra a saga dessa mulher para encontrar o seu filho Fernando Santa Cruz e, ao mesmo tempo, denuncia as atrocidades da Ditadura Militar.

Nas palavras do seu idealizador, “a medalha Dom Helder Câmara é um símbolo de paz e de justiça social, uma luta pelos direitos humanos na atualidade”. A noite foi abrilhantada pela poesia de Chico de Assis, ex-preso político, e pela presença de dezenas de personalidades e entidades, que aguardaram ansiosos até o final pelas palavras de Elzita, a qual leu um trecho de um poema que, além de denunciar as mazelas de um regime opressor, declara o amor a todos, e em especial ao seu filho.

Elizabeth Araújo, Recife

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes