UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quarta-feira, 28 de setembro de 2022

GM demite mais de 300 trabalhadores

gm_201401Os patrões da General Motors deram um cruel presente de ano novo para seus funcionários neste fim de ano. Mais de 300 trabalhadores receberam em suas casas o aviso de que estariam demitidos a partir do dia 31 de dezembro de 2013. Essa é uma medida que visa aumentar os lucros dos capitalistas e jogar sobre as costas dos trabalhadores todo o peso da crise que vive o sistema capitalista em nível mundial.

A General Motors, fabricante das marcas Meriva e Celta, foi uma das empresas mais afetadas pela crise econômica de 2008 e esteve mesmo à beira da falência. Um grande pacote de financiamento, isenções e investimentos diretos realizado pelo governo dos EUA com o dinheiro público deu novo folego para a empresa que voltou a disputar posições no mercado mundial.

O governo brasileiro também se apressou em socorrer a fábrica da GM em São José dos Campos e, através das isenções no IPI e de linhas de crédito especiais junto ao BNDES, fez parte do esforço de garantir os superlucros da empresa. O montante da ajuda do governo federal é estimado em até R$ 6 bilhões desde 2008, no entanto, de 2012 a 2013 a empresa já havia reduzido em 1.500 o número de postos de trabalho.

Após ter estabilizado seus balanços e recuperado sua capacidade produtiva, a empresa faz o que o próprio dos capitalistas, embolsa o lucro e demite gerando desemprego e dificuldades econômicas para toda uma região. Os capitalistas mostram como são radicais quando está em jogo a defesa de seus próprios lucros. Foram demitidos trabalhadores que por lei têm estabilidade, que sofrem de lesões por trabalho ou que estão na fase da pré-aposentadoria.

Portanto, a resposta dos trabalhadores não pode ser menos contundente. É necessária uma mobilização geral, que conte com a solidariedade dos metalúrgicos de todo o estado para impedir esse golpe preparado pela GM. Uma nova assembleia dos demitidos foi convocada para o dia 8 de janeiro e deve organizar a luta e a resistência.

Solidariedade aos Metalúrgicos da GM!

Nenhum trabalhador demitido! Movimento Luta de Classes São Paulo – MLC

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes