UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sábado, 3 de dezembro de 2022

Praça da Paz foi Palco do 4º Sarau de Poesias Marginais

Praça da Paz foi Palco do 4º Sarau de Poesias MarginaisNa última sexta-feira (24) a Praça da Paz (Altamira/PA) foi palco de uma belíssima homenagem aos 55 anos de revolução Cubana. O Coletivo de Poetas Marginais realizou seu 4º Sarau intitulado Cuba: A Ilha Que Nos Inspira!

Na abertura, Moisés Ribeiro, fez um resgate do que foi a revolução cubana e do que ela representa nesse contexto atual, como símbolo de resistência e solidariedade aos povos oprimidos de todo o mundo.

Na sequência vieram a leituras e declamações de poesias em homenagem à Cuba e ao Comandante Che Guevara.

O Público que no sarau de poesias marginais também é protagonista do evento leram poemas de Ferreira Gullart, Cecília Meireles, Antonio Claret, Chico Pedrosa, Paulo Leminsk, Bertold Brecht, e outros grandes nomes da literatura nacional e internacional, além dos poetas marginais locais.

Praça da Paz foi Palco do 4º Sarau de Poesias Marginais 2Também tivemos neste sarau como grande atração a banda Sarcasmo Social, com Jorranis Pantoja no vocal e baixo, Vitor Biró na guitarra base, Higor Souza na guitarra solo e Elcio Gomes na bateria, agitaram o público com músicas extremamente questionadoras ao modelo de sociedade que vivemos. A Banda Sarcasmos Social como que numa mística completavam as poesias declamadas. Mostraram também que além de interpretarem clássicos do rock nacional com uma imensa qualidade, suas músicas autorais são consistentes nas letras e na melodia.

Aos poucos os saraus de poesias marginais vai entrando na agenda mensal dos moradores altamirenses, sobre tudo da juventude, professores e lideranças comunitárias, o que mostra que esse evento é muito rico pela qualidade artístico-cultural, e pela capacidade de juntar a classe trabalhadora para uma atividade que estimula o pensamento crítico.

Por Coletivo de Poetas Marginais

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes