UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sexta-feira, 9 de dezembro de 2022

Protestos de rua derrubam ditador de Burkina Faso

Didier Ouedraogo, líder da oposição no exílio
Didier Ouedraogo, líder da oposição no exílio

Massivos protestos de rua que reuniram milhões de pessoas na capital, Ouagadougoupuseram fim ao governo de 27 anos do ditador Blaise Campaore em Burikina Faso, país localizado na África Ocidental. Campaore assumiu o poder em 1987 e desde então vem sendo reeleito em eleições fraudulentas questionadas pela oposição e por várias organizações internacionais.

O estopim das manifestações foi a votação no parlamento de uma lei que permitiria uma nova reeleição para Campaore. Os protestos de rua, no entanto, impediram a votação da lei após enfrentar a repressão policial que deixou mais de 30 pessoas mortas, segundo dados da oposição.

Na última quinta-feira, Campaore anunciou sua renúncia e fugiu da capital para uma cidade próxima a fronteira com Ghana. O chefe militar Honoré Traore assumiu o controle do governo e declarou que pretende realizar eleições para o país em até 90 dias.

Em apoio às mobilizações burkinabes atos de solidariedade foram realizados pela comunidade de exilados na França.

Um Coletivo contra a Confiscação da Democracia em Burkina Faso foi formado em Paris, liderado pelo exilado Didier Ouedraogo. Na opinião de Didier: “uma cólera legítima percorre o país e está no coração dos homens íntegros, da juventude que ocupa as ruas das cidades e nas mobilizações de protestos que exprimem através da força sua vontade de mudança”.

Um pouco da história de Burkina Faso

Thomas Sankara
Thomas Sankara

Burkina Fasso – nome que no idioma More significa terra de pessoas íntegras – chamava, até 1984, República do Alto Volga e está localizado no oeste da África. É um país sem saída para o mar, fazendo fronteira com a Costa do Marfim, o Mali, Ghana e Benin, além de outros. Grande parte do norte do país é desértica.

Uma revolução levou Thomas Sankara ao poder, e um programa de refundação do país com a nacionalização da terra e das reservas naturais foi implementado, inclusive com a mudança de nome. Atualmente, a agricultura é a principal atividade econômica, respondendo por 35% do PIB e empregando 80% da força de trabalho em um país com 18 milhões de habitantes.

Em 1987, Thomas Sankara foi assassinada em condições até hoje não esclarecidas e logo Campaore assumiu o poder começando sua ditadura de 27 anos.

Durante as mobilizações que levaram à derrubada do atual governo, o nome de Sankara foi por muitas vezes lembrado como um líder revolucionário que lançou as bases da independência do país.

Da redação

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes