UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

domingo, 3 de julho de 2022

21 de Abril em Ouro Preto: o Estado como ele é

21 abril ouro preto 2Todo feriado de Tiradentes, 21 de Abril, Ouro Preto se torna simbolicamente a capital de Minas Gerais, com a ida do governador do Estado para uma cerimônia na Praça Tiradentes, marco central da Inconfidência Mineira. São feitos discursos e homenagens, sob a forma de colares e medalhas.

As últimas gestões do governo do Estado têm impedido a população de participar da celebração, fechando todas as entradas da praça, com imenso contingente policial e militar, cavalaria e blitz por todas as entradas de Ouro Preto. Nesse ano de 2015, a história não foi muito diferente.

Espectadores e movimentos sociais ficaram restritos ao fundo da praça. Muito, muito longe das autoridades e, como de praxe, cercados por policiais em todos os lados. Isso porém não nos impediu de levantarmos nossa voz, vaias e palavras de ordem contra principalmente a política adotada pelo governo do Estado.

21 de abril em ouro preto

Nós da Unidade Popular pelo Socialismo, no entanto, compreendendo a conjuntura desde outras gestões de governo, entendendo que esse ano não seria diferente, utilizamos o espaço como forma de publicizar a UP, dialogar com a população, vender jornais A Verdade, colher assinaturas para a UP e convidar a população para participar de nosso próximo encontro, dia 5, em Ouro Preto.

Contribuímos, ainda, com a construção de um evento autônomo chamado 21 de Abril Popular, ocorrido na Praça Tiradentes no período da tarde. Foi um espaço muito construtivo, em que a população pôde ocupar a praça como bem entendesse, havendo diversas atividades culturais bem como manifestações de reivindicações e resistência. Organizamos o evento contribuindo com a Frente de Lutas de Ouro Preto e Região, aproveitando para coletar mais assinaturas para a UP, para divulga-la e, sempre, dialogar com a população presente.

Entendemos a conjuntura do 21 de abril em Ouro Preto e como a data é deturpada por nossos governantes, que utilizam as memórias de Tiradentes e da Inconfidência Mineira de forma a serem representantes de alguma luta que não são as nossas. ELES NÃO NOS REPRESENTAM! E é por isso que continuamos na luta, divulgando, construindo e coletando as assinaturas para a UP, que há de ser o instrumento pelo qual terá voz a classe trabalhadora brasileira.

Vinicius Neves, estudante de medicina da UFOP e militante da Unidade Popular pelo Socialismo

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes