UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

terça-feira, 6 de dezembro de 2022

Justiça do Trabalho determina a reintegração dos metroviários de São Paulo

Desde a última greve da categoria metroviária de São Paulo, 37 trabalhadores, dentre os mais destacados organizadores da luta da categoria por seus direitos, foram demitidos como resultado da perseguição política promovida pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB).

O objetivo do governador e da direção do Metrô era claro: diminuir a organização, a consciência e união dos metroviários para impôr mais retirada de direitos. Governo e Metrô, no entanto, falharam em sua intenção.

O que mais indignou Alckmin foi a contundente denúncia feita antes, durante e depois da greve sobre os graves crimes de corrupção promovidos pelo PSDB no Metro de São Paulo e abafados pela grande mídia. Com a greve dos Metroviários, o Trensalão se tornou conhecido nacionalmente, assim como os conchavos com a Siemens, Bombardier e outras empresas capitalistas para diminuir a qualidade do sistema de transporte e desviar milhões.

A vitória dos metroviários anima a luta de toda a classe trabalhadora. É uma prova mais de que lutar vale a pena e é o único caminho seguro para conquistar uma sociedade justa para os trabalhadores e trabalhadoras.

A notícia da readimissão foi recebida pelos trabalhadores durante o ato contra o PL 4330 no largo da Batata. O vídeo abaixo reproduz a alegria e a disposição de luta com que os trabalhadores receberam a notícia.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes