UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quarta-feira, 7 de dezembro de 2022

Ato relembra 26 de julho em Recife

1003080_1671808926392069_721056380427252591_nNo dia 24 de julho o Cônsul de Cuba Raul Gonzalez esteve na sede da União dos Estudantes Secundaristas de Pernambuco (UESPE), em Recife – PE, para a comemoração dos 62 anos do heróico assalto ao Quartel Moncada, marco inicial da Revolução cubana que veio a triunfar em 1956. O ato foi promovido pelo Centro Cultural Manoel Lisboa, pela UESPE, Diretório Central dos Estudantes das Universidades Federal de Pernambuco, Federal Rural de Pernambuco, Católica e Universidade de Pernambuco.

Segundo o Consul González, “apesar do desastre que foi o assalto ao quartel Moncada, aqueles acontecimentos deram uma projeção nacional a Fidel. As pessoas admiravam aqueles jovens pela coragem que tiveram de enfrentar a tirania e lutar pelo melhor para o seu país. Fidel se tornou uma figura nacional onde as pessoas depositaram sua esperança de derrotar o Exército”.
Após a saudação de abertura feita pelo Consul Cubano, foi exibido o filme “Ciudad en Rojo” (“Cidade em Vermelho”. Ano da produção: 2009. Direção: Rebeca Chávez,
Produção Geral: Daniel Díaz Ravelo), que retrata a luta clandestina dos jovens cubanos em Santiago de Cuba contra a ditadura militar após os acontecimentos de 26 de julho.
Depois da exibição do filme, os presentes puderam dirigir perguntas ao Cônsul sobre a luta revolucionária que levou o Movimento 26 de Julho ao poder, sobre a solidariedade internacional promovida pelas expedições de médicos cubanos em vários países do mundo e sobre a reaproximação entre Cuba e os Estados Unidos, “o assunto do momento” segundo Gonzalez.
 Presente ao evento, Edival Cajá, membro do Partido Comunista Revolucionário e presidente do Centro Cultural Manoel Lisboa declarou a importância da luta clandestina em Cuba, destacando o papel dos revolucionários de Moncada para os êxitos posteriores conquistados como fruto da Revolução. “Temos muito que agradecer aos ‘moncadistas’. Seguiremos nosso movimento de solidariedade com o povo Cubano e contra o criminoso bloqueio econômico. As conquistas daqueles jovens que iniciaram a luta no dia 26 de julho, que celebramos hoje, permitiram erradicar a fome e o analfabetismo em Cuba e atualmente se manifesta na solidariedade do povo cubano enviando médicos para várias partes do mundo, além da Escola Latino Americana de Medicina, que forma médicos de origem indígena e popular mesmo com as dificuldades enfrentadas pelo criminoso bloqueio”.
“O dia 26 de julho é uma data muito importante para o nosso povo pelo significado histórico dos acontecimentos que se desenvolveram a partir daquela data”, declarou Raúl agradecendo a todos e encerrando a atividade.
Thiago Santos, Pernambuco

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes