UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

domingo, 25 de setembro de 2022

Professor Magno Francisco denuncia ameaças ao secretário de Segurança de Alagoas

magno coletivaNeste dia 13 de outubro, o professor Magno Francisco da Silva, militante da UP e do Movimento Luta de Classes (MLC), foi recebido pelo secretário de segurança de Alagoas, Alfredo Gaspar de Mendonça, para reforçar as denúncias de ameaças a sua vida que vem sofrendo há pouco mais de um mês. Segundo ele, existe um plano para matá-lo por parte dos grupos de extermínio que atuam no estado.

Magno Francisco teve seu primo, Davi da Silva, 17 anos, assassinado pela PM de Alagoas no dia 25 de agosto de 2014. Desde então, tem cobrado publicamente a punição dos policiais envolvidos no caso.

Na audiência, Magno apresentou que descobriu o plano por meio de uma fonte da PM, que o conhecia do período em que era liderança estudantil na UFAL, que, por ter admiração pela sua atuação militante, considerava uma grande injustiça o plano de execução que estava sendo tramado.

O secretário de Segurança designou um delegado especial para investigar denúncia e disse que a principal preocupação era garantir a integridade física do professor. A audiência contou com a participação do reitor da UFAL, professor Eurico Lobo, da professora Elaine Pimentel, do projeto “UFAL em Defesa da Vida”, dos advogados Daniel Nunes e Pedro Montenegro, representantes da Comissão de Direitos Humanos da OAB-AL, de representantes do Sindicato dos Trabalhadores da UFAL (Sintufal) e do Sindicato dos Jornalistas de Alagoas.

Ao final, Magno declarou que permanecerá cobrando justiça para o Caso Davi e que a elucidação deste caso é fundamental na luta contra o extermínio da juventude pobre e negra da periferia.

Redação

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes