UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quinta-feira, 7 de julho de 2022

França: Nota do Partido Comunista dos Operários sobre os atentados terroristas

PCOF_fdgContinuaremos a viver! Continuaremos a lutar! Contra a política de miséria e de guerra!

Condenamos sem reservas os atentados terroristas que levaram à morte de mais de cem pessoas e deixou muitos outros feridos. Levantamos nossa solidariedade para com as vítimas, seus familiares e amigos.

Está claro que estes atentados têm como objetivo atingir o maior número de vítimas possível, sejam mulheres, homens ou jovens, moradores de bairros populares.

Está claro que estes atentados estão relacionados com as guerras na Síria, no Iraque e no Sarahui, guerras nas quais a França está envolvida. Ninguém pode negar este fato. Mas que lição podemos tirar disto?

Devemos aprofundar o envolvimento militar, bombardear mais, aumentar nossa presença nessas guerras? Essa é a via dos dirigentes dos Estados Unidos, é a via da Rússia… é este caminho que os governantes franceses querem continuar. Mas esta claro que essa via não traz outro resultado que não seja a destruição de vidas humanas e bens materiais, o caos generalizado provocado por essas guerras alimentam o fenômeno do terrorismo.

A situação é grave e cheia de ameaças.

Sim, temos que  unir nosso povo, mas recusar e combater as tentativas de divisão ou a formação de frentes sem princípios, notadamente as que se tentaram formar após os últimos atentados de janeiro.

Falamos da unidade dos trabalhadores, das massas populares, da juventude… para luta contra a política  de austeridade e de guerra, pelo progresso social e a solidariedade entre os povos. É exatamente este tipo de unidade que os terroristas querem impedir.

Dentro deste contexto, as respostas dadas pelo governo são inquietantes e graves: proclamar a todos os ventos que ‘estamos em guerra’ e iniciar a militarização dos espaçõs públicos decretando estado de urgência, impedindo a realização de assembleias, manifestações e fazendo um apelo pela ‘união sagrada’. A direita e a extrema direita se lançaram a uma perigosa escalada policialesca.

O clima de suspeição geral é perigoso. Este clima alimenta a estigmatização da comunidade mulçumana.

Reafirmamos a necessidade combater a política de guerra e miséria,  o que passa por garantir o direito à manifestação, assembleia e reivindicação.

Paris, 16 novembro 2015

Parti Communiste des Ouvriers de France

www.pcof.net/ [email protected]

Outros Artigos

1 COMENTÁRIO

  1. Como precisamos de textos esclaredores como este! O PIB dos países EUA e RÚSSIA é majoritariamente da produção de armamento de guerra. Como são donos dos meios de comunicação, vendem a ideia de fazer guerra para garantir a soberania sobre o mundo. Abaixo a violência! Vamos viver a paz! Sem lutar por ela alimentando a produção de armazenamento de qualquer natureza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes