UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sábado, 2 de julho de 2022

Nota do MTST sobre as ameaças a Guilherme Boulos

Guilherme-Boulos-MTST-LD-4

O MTST vem a público para repudiar as recentes ações de representantes da direita contra as lutas sociais, em especial contra Guilherme Boulos, membro da coordenação nacional deste movimento.

Após significativas ações contra o desavergonhado golpe que está em curso no país e a mobilização de centenas de milhares de trabalhadores por várias cidades brasileiras, parece que a velha direita se assustou. Acharam que o golpe seria jogo ganho, mas depararam-se contra uma parte importante dos brasileiros que não está mais disposta a abrir mão dos seus direitos e do mínimo de democracia a que ainda temos acesso. O movimento popular resiste bravamente ao golpe da Casa Grande!

Eis que na tentativa de intimidar a resistência, apontam agora seus canhões contra um dos nossos. O DEM (o antigo PFL de ACM e outros coronéis engordados na ditadura) e o PSDB (o partido do aeroporto na fazenda do tio e do sumiço covarde de merenda) entraram com representação -sendo que em uma há um pedido de prisão- contra o companheiro Guilherme Boulos, referência da luta dos trabalhadores sem teto pelo país que tem se destacado no último período como um dos porta-vozes da política do MTST na defesa intransigente dos direitos e das conquistas populares.

Com essa nota pretendemos reforçar a disposição do MTST de permanecer na luta e na resistência contra o golpismo e que ameaças ou intimidações terão o efeito reverso ao que pretendem: ampliaremos o número de ocupações, travamentos e atos públicos. Ocuparemos todos os espaços possíveis para bradar contra o fascismo que cresce sorrateiramente. Não nos calarão. Voltem para as catacumbas obscuras de onde vieram! Golpe nunca mais!

Coordenação Nacional do MTST

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes