UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

domingo, 25 de setembro de 2022

Entidades organizam Dia Nacional de Mobilização em defesa da educação pública

No dia 5 de dezembro de 2018, a Federação Nacional dos Estudantes em Ensino Técnico (Fenet), Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN), União Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), Associação Nacional dos Pós-Graduandos (ANPG), Sindicato Nacional dos Servidores da Educação Básica Profissional e Tecnológica (Sinasefe) e a Federação de Sindicatos dos Trabalhadores das Universidades Brasileiras (Fasubra) organizaram um dia nacional de mobilização em defesa da educação pública, gratuita e de qualidade.

As principais atividades, ocorreram  na câmara dos deputados em Brasília. Iniciamos o dia no congresso nacional com uma audiência pública que reforçou a defesa das Universidades e Institutos Federais, ressaltando a luta contra o sucateamento e as propostas de cobrança de mensalidade por parte do fascista presidente eleito, Jair Bolsonaro. Também foi discutido a defesa das redes estaduais e municipais, base a educação no nosso país. Pela tarde, houve o relançamento da Frente Nacional Escola Sem Mordaça, seguido de um debate sobre o Projeto de Lei da Escola sem partido. No debate, ficou claro para os presentes o caráter fascista desse projeto de lei que pretende amordaçar estudantes e professores e acabar com o pensamento crítico dentro das escolas. Deixamos um recado claro: não vão nos calar! Ao mesmo tempo que esta atividade,  uma comissão da Câmara dos deputados se reunia com a pretensão de votar o projeto, mas a entrada dos estudantes e professores foi proibida.

Além das atividades em Brasília, foram organizadas dezenas de atividades em todo o país. Nós da Fenet, articulados com os Grêmios Estudantis, fizemos cerca de 25 atividades em mais de 10 estados, compreendendo todas as regiões do país. Plenárias, debates, panfletagens, manifestações e colagem de cartazes foram algumas das atividades que mobilizaram estudantes e trabalhadores de todo o país.

Entre as atividades, os estudantes do Rio de Janeiro, organizados com o Movimento Correnteza, Aerj, Fenet e outros movimentos fizeram um ato na Alerj para pressionar os deputados e após derrubar o veto do governador, conquistaram o passe livre intermunicipal e intermodal (ônibus, trem, metrô, barca, etc.) para estudantes universitários e do técnico subsequente.

Foi um dia grandioso, onde estudantes e trabalhadores organizaram a resistência e a luta deixando claro que não vamos aceitar nenhum retrocesso, nenhum passo atrás, queremos uma educação pública, gratuita, de qualidade, laica e socialmente referenciada para todos e todas e com livre acesso em todos os níveis!!

Caio Sad, coordenador geral da Fenet

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes