TwitterFacebook

Mesmo interditada, ATENTO não libera funcionários: É GREVE!

Por Malu Santos, trabalhadora da ATENTO São Bernardo.

Os trabalhadores da ATENTO querem viver. Por mais que o direito à vida pareça algo básico, com a pandemia do coronavírus as trabalhadoras e trabalhadores da ATENTO (multinacional do telemarketing) e do telemarketing em geral se vêm na necessidade de lutar para ter suas vidas respeitadas.

A ATENTO estampa nos seus meios de comunicação que foi eleita uma das melhores 25 multinacionais para se trabalhar no mundo. Mas a verdade é que os donos do telemarketing sabem que os trabalhadores precisam de seus empregos, e por isso se sentem confortáveis para reduzir direitos, pagar salários baixos, agir de maneira abusiva e não prover condições adequadas de trabalho. Quanto mais direitos tiram, mais lucram. E apesar de toda exploração já conhecida, o cenário atual é ainda pior com o coronavírus. Sabe-se que em galpões fechados, com centenas de atendentes falando ao mesmo tempo e dividindo equipamentos entre si, o risco de contrair a doença é muito grande e enquanto diversos setores decretaram quarentena, dispensaram ou reduziram o quadro de funcionários, a realidade na ATENTO é que os trabalhadores são forçados a dar sequência no expediente, mesmo depois da vigilância sanitária isolar o local.

Isso mesmo, no dia 18 de março de 2020 a ATENTO de São Bernardo do Campo foi inspecionada pela vigilância sanitária, que concluiu algo já evidente para os trabalhadores: as condições de trabalho precárias da empresa podem disseminar de maneira mais rápida o vírus que tem matado em vários locais do mundo. Após essa constatação a vigilância sanitária interditou o local.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil possui um total de 291 casos da covid-19, sendo que 164 destes estão no estado de São Paulo. Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, a doença tem o período de incubação, ou seja, o tempo que demora para manifestarem seus sintomas, de 2 a 14 dias. Sendo assim, podemos estar convivendo com pessoas acometidas pelo vírus sem que as mesmas tenham consciência disso. Se um trabalhador infectado frequenta o local, logo uma grande parcela também será infectada.

Apesar da interdição e da situação de calamidade para a qual caminha o estado de São Paulo, a empresa simplesmente rasgou o papel de interdição e obrigou os funcionários a continuarem a trabalhar. Por defender o lucro acima da vida e fechar os olhos para o risco de vida pelo qual estão passando os trabalhadores, a Atento é criminosa e a prefeitura de São Bernardo é sua cúmplice. Enquanto o prefeito Orlando Morando (PSDB) grava vídeos no conforto e segurança de seu lar dizendo que está lutando contra a disseminação do vírus na cidade, quem realmente gera a riqueza do município, quem realmente trabalha, se encontra sem alternativas, ou trabalha ou sofre despejo, ou aceita colocar em risco sua saúde ou não tem o que comer.

Nós temos família, filhos, pais e avós. Eles, os donos das empresas e da política corrupta, escolhem quem pode e quem não pode viver. E nós, atendentes de telemarketing, somos sempre os últimos, sempre submetidos às piores condições. Querem agora que a gente morra trabalhando, mas isso não vão conseguir!

Por isso hoje, dia 19 de março, a Unidade Popular esteve presente durante o período da manhã na porta da atento, e estará no período da tarde, realizando panfletagens, conversando com trabalhadores, pressionando a empresa, realizando uma série de assembleias e dizendo que a partir de amanhã não trabalharemos!

Convidamos você, que também não se conforma com o descaso da empresa e nem com a postura adotada a somar nessa luta. Amanhã é dia de parar a Atento! Espalhe a todos: por nossas vidas resistiremos!

Estamos no momento de reagir e defender uns aos outros. Somente unidos conseguiremos reivindicar nossos direitos, garantir que não demitam funcionários e que não haja reduções nos salários, ao contrário, que respeitem o período de quarentena, que possamos ficar em casa e preservar nossa saúde.

Print Friendly, PDF & Email
pvc_views:
227

1 comment

  1. Marcelo

    Verifiquem atento santana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações