UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sábado, 3 de dezembro de 2022

A sindemia entre a Covid-19 e a dengue

ReproduçãoReprodução

Por Karine Tavares
Rio de Janeiro

Desde a aprovação da Emenda Constitucional 95/2016, ainda no governo Temer, o SUS sofre com o congelamento de investimentos, resultando no caos para saúde pública. Esse descaso impacta não só na saúde dos usuários, como também na saúde física e mental dos profissionais da saúde, que muitas vezes são obrigados a trabalharem em péssimas condições estruturais, com falta de equipamentos e insumos.

Sindemia é a interação entre doenças que causa agravos à saúde da população. Estamos focando no coronavírus e esquecendo a dengue. Esse acúmulo de epidemias pode causar uma sobrecarga muito maior ao Sistema Único de Saúde. A dengue se encontra na lista de doenças tropicais negligenciadas, assim como a doença de chagas, tuberculose, malária e a leishmaniose. São chamadas de doenças tropicais negligenciadas, pois são causadas por um agende infeccioso, como vírus e bactérias, caraterístico de uma determinada região e geralmente atingem mais a população de baixa renda.

Tanto a dengue quanto o Covid-19 são causados por um vírus, mas pertencem a famílias diferentes, têm formas de transmissão e disseminação distintas. Porém, essas diferenças não impedem que uma pessoa possa ser infectada pelos vírus causadores da dengue e do Covid-19.

O mosquito Aedes aegypti é o agente transmissor da dengue e seus ovos são postos na superfície de recipientes como pneus, copos descartáveis, latinhas, vasos de plantas, etc. Esses ovos eclodem quando entram em contato com a água parada. O pico de surto da dengue costuma acontecer durante o verão por ser uma época de muita chuva.

Segundo o Boletim Epidemiológico N° 15 do Ministério da Saúde, os estados mais atingidos no momento pela dengue são Paraná, Brasília, São Paulo e Mato Grosso do Sul. Doenças negligenciadas são “esquecidas” por indústrias farmacêuticas, pois por atingirem uma pequena parcela da população de origem pobre, não geram lucros na comercialização.

A interação entre doenças pode ocorrer por diversos motivos, um deles é porque uma aumenta a susceptibilidade da outra ao comprometer o sistema imunológico de um indivíduo. Por isso, é também importante respeitar o isolamento social e realizar as medidas de prevenção contra o Covid-19 sempre que possível. Ao mesmo tempo, devemos adicionar à nossa listinha o combate ao mosquito da dengue, pois evitar água parada é crucial para diminuir a intensidade de surtos epidêmicos.

Reprodução

 

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes