TwitterFacebook

Atos antifascistas ganham as ruas contra o Governo Bolsonaro

Ato na Av. Paulista reuniu várias torcidas e teve repressão da PM. Foto: Twitter/reprodução

Da Redação

Em resposta aos atos fascistas em defesa do Governo Bolsonaro, foram convocadas manifestações em várias capitais do Brasil por torcidas organizadas e movimentos sociais para mostrar que o povo brasileiro não aceitará mais um golpe militar no país.

Em São Paulo, torcidas do Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Santos se uniram e foram até a Av. Paulista se colocar contra o ato fascista. No Rio, as torcidas de Flamengo e Vasco, junto com movimentos antifascistas, também foram enfrentar o bando pró-governo na Praia de Copacabana.

Atos ocorreram também em Belo Horizonte e Porto Alegre. Em todos os lugares foram muito maiores do que as demonstrações fascistas. Nesses atos as torcidas de vários times rivais também se uniram. Em BH, o ato impediu a realização da carreata fascista em defesa de Bolsonaro.

As torcidas organizadas se uniram em defesa dos direitos do povo e contra o fascismo, pois são compostas, em sua imensa maioria, por pessoas pobres, das grandes periferias que hoje são as mais afetadas pela política genocida do Governo Bolsonaro.

Repressão da PM e continuidade dos atos

Em todos as manifestações, as Polícias Militares mostraram de que lado estão. (Veja acima vídeo do jornal A Verdade no Rio de Janeiro) Atacaram os manifestantes com bombas de gás e balas de borracha, enquanto protegiam e abraçavam o lado fascista.

Em São Paulo, uma mulher fascista tentou avançar em cima das torcidas com um taco de beisebol e foi contida abraçada por um PM. Minutos depois, a Tropa de Choque começou a atacar a manifestação antifascista.

No Rio, de acordo com o jornal O Estado de São Paulo, um policial confessou que mandou queimar as faixas antifascistas e pró-democracia. Em Belo Horizonte, a PM tentou arrancar bandeiras das torcidas e das organizações de esquerda.

Esse atos mostram como o povo não aceitará as investidas golpistas de Bolsonaro e sua quadrilha e apontam para o único caminho possível para derrubar o governo: a luta popular. Mais manifestações já estão sendo convocadas também para o dia 06 de junho em todo o país, incluindo na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

Ato em Porto Alegre foi acompanhado pelo jornal A Verdade.

Print Friendly, PDF & Email
classic-editor-remember:
classic-editor
enclosure:
https://averdade.org.br/novo/wp-content/uploads/2020/05/WhatsApp-Video-2020-05-31-at-15.09.39.mp4 13737087 video/mp4, https://averdade.org.br/novo/wp-content/uploads/2020/05/WhatsApp-Video-2020-05-31-at-15.51.38.mp4 4859159 video/mp4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações